sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PS escolhe "pai do SNS" António Arnaut para mandatário nacional

O secretário-geral do PS vai apresentar sexta-feira o mandatário nacional para a campanha das eleições legislativas de 04 de outubro, António Arnaut, o socialista tido como "o pai do Serviço Nacional de Saúde", anunciou hoje o PS.

Através do jornal Ação Socialista, António Costa é citado afirmando que o histórico militante n.º 4 é "um símbolo da defesa dos serviços públicos, contra a ofensiva da direita para privatizar a Saúde, a Educação e a Segurança Social".

António Arnaut, advogado e escritor de 79 anos e que já manifestou apoio ao candidato presidencial Sampaio da Nóvoa, foi diversas vezes deputado, incluindo na Assembleia Constituinte, e até vice-presidente da Assembleia da República.

Como ministro dos Assuntos Sociais do II Governo Constitucional, liderado por Mário Soares, foi o autor da legislação que viria a dar origem ao atual Serviço Nacional de Saúde, nos últimos anos da década de 1970.

Arnaut foi também presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Homem, pertenceu ao Conselho Superior de Magistratura e grão-mestre da loja maçónica do Grande Oriente Lusitano.

António Costa visita sexta-feira, pelas 11:00, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, reunindo-se em seguida com os candidatos a deputados pelo PS, antes da apresentação formal do seu mandatário nacional, pelas 15:00, num hotel da "Cidade dos Estudantes".

Lusa

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Luz ultravioleta converte dióxido de carbono em metano

    Mundo

    Investigadores da Universidade Duke, nos Estados Unidos, criaram nanopartículas (partículas microscópicas) que ajudam a converter o dióxido de carbono (gás poluente) em metano (combustível) usando apenas luz ultravioleta como fonte de energia.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira