sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PS escolhe "pai do SNS" António Arnaut para mandatário nacional

O secretário-geral do PS vai apresentar sexta-feira o mandatário nacional para a campanha das eleições legislativas de 04 de outubro, António Arnaut, o socialista tido como "o pai do Serviço Nacional de Saúde", anunciou hoje o PS.

Através do jornal Ação Socialista, António Costa é citado afirmando que o histórico militante n.º 4 é "um símbolo da defesa dos serviços públicos, contra a ofensiva da direita para privatizar a Saúde, a Educação e a Segurança Social".

António Arnaut, advogado e escritor de 79 anos e que já manifestou apoio ao candidato presidencial Sampaio da Nóvoa, foi diversas vezes deputado, incluindo na Assembleia Constituinte, e até vice-presidente da Assembleia da República.

Como ministro dos Assuntos Sociais do II Governo Constitucional, liderado por Mário Soares, foi o autor da legislação que viria a dar origem ao atual Serviço Nacional de Saúde, nos últimos anos da década de 1970.

Arnaut foi também presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Homem, pertenceu ao Conselho Superior de Magistratura e grão-mestre da loja maçónica do Grande Oriente Lusitano.

António Costa visita sexta-feira, pelas 11:00, o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, reunindo-se em seguida com os candidatos a deputados pelo PS, antes da apresentação formal do seu mandatário nacional, pelas 15:00, num hotel da "Cidade dos Estudantes".

Lusa

  • Governo lança linha de crédito de 100 M€ para empresas situadas no interior

    País

    As políticas de valorização do interior, tema escolhido pelo primeiro-ministro, António Costa, abriram o debate quinzenal na Assembleia da República. O primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar uma linha de crédito de 100 milhões de euros destinada exclusivamente a pequenas e microempresas empresas situadas no interior, a par da reprogramação do Portugal 20/20.

    Direto

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.

  • 14 sacerdotes suspensos por abusos sexuais no Chile

    Mundo

    A diocese da cidade chilena de Rancagua anunciou na terça-feira a suspensão de 14 sacerdotes implicados num novo escândalo de abusos sexuais sobre jovens e menores. Todos eles pertenciam a um grupo de se autointitulou de "La Familia", segundo a investigação jornalística.