sicnot

Perfil

Novo Governo

Líder do CDS-PP e porta-voz do Bloco de Esquerda discutiram perspetivas diferentes sobre a dívida

Líder do CDS-PP e porta-voz do Bloco de Esquerda discutiram perspetivas diferentes sobre a dívida

O momento em que Paulo Portas confrontou Catarina Martins com o modelo da Grécia, que foi defendido pelo Bloco de Esquerda, foi um dos momentos do debate desta noite na SIC Notícias. A porta-voz bloquista insistiu na reestruturação da dívida e acusou o vice-primeiro ministro de não ter dito a verdade aos portugueses sobre os cortes das pensões.

  • Catarina acusa Portas de não fazer contas, líder do CDS ataca com a Grécia
    2:42

    Novo Governo

    O frente-a-frente entre Paulo Portas e Catarina Martins fica marcado por dois grandes temas: a Grécia e as pensões. Foram os dossiers mais quentes do debate. Paulo Portas insistiu na colagem do Bloco de Esquerda ao Syriza. Catarina Martins reconheceu que não se revê no acordo alcançado entre o Governo de Tsipras e as instituiçoes europeias. A porta-voz do Bloco atacou o líder do CDS com o tema das pensões. Portas insistiu na garantia de que a poupança na Segurança Social não será feita através do corte de pensões.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.