sicnot

Perfil

Novo Governo

Governabilidade

Governabilidade

Uma das questões postas no debate de hoje entre Pedro Passos Coelho e António Costa foi se se demitiriam no caso de perderem as eleições de 4 de outubro. Os candidatos deram respostas esquivas, com Passos a dizer que não faz "especulação sobre qualquer cenário pós-eleitoral" e Costa a garantir que "ambicionamos ganhar com maioria absoluta".

  • "Mea" Culpa
    2:06

    Novo Governo

    O último dos temas levados a debate hoje entre Pedro Passos Coelho e António Costa foi o "mea" culpa. Cada um dos candidatos às eleições do próximo dia 4 de outubro teve a oportunidade de se "retratar" para os eleitores. Passos Coelho começou por dizer "que me arrependa, propriamente, não há nada", mas acrescentou que "agora, faria muitas coisas de outra maneira". No que diz respeito a Costa, o "sentimento" foi o mesmo, como comprova a declaração feita pelo próprio: "não me arrependo, estou de consciência tranquila com o que fiz".

  • Governabilidade
    3:15

    Novo Governo

    Uma das questões postas no debate de hoje entre Pedro Passos Coelho e António Costa foi se se demitiriam no caso de perderem as eleições de 4 de outubro. Os candidatos deram respostas esquivas, com Passos a dizer que não faz "especulação sobre qualquer cenário pós-eleitoral" e Costa a garantir que "ambicionamos ganhar com maioria absoluta".

  • As presidenciais de 2016
    1:49

    Novo Governo

    Sobre o tópico das presidenciais de 2016, nenhum dos protagonistas do debate se quis pronunciar. A confirmar isso mesmo temos as declarações, quer de Pedro Passos Coelho ("Não confundirei as campanhas, não vou confundir o debate"), quer de António Costa ("O PS, na altura própria, vai pronunciar-se nessa matéria").

  • Carga Fiscal
    17:41

    Novo Governo

    "Em 2016 faremos um crédito fiscal se as receitas ficarem acima do orçamentado", foi uma das declarações de Pedro Passos Coelho sobre o tema: carga fiscal. Já António Costa diz que o "conjunto de compromissos que assumimos é assumido com conta, peso e medida".

  • Combate ao Desemprego
    15:32

    Novo Governo

    Combate ao desemprego foi outra das temáticas debatidas entre Pedro Passos Coelho e António Costa, hoje, nos três canais generalistas. Neste tópico, Costa afirma que "temos de criar emprego digno, com qualidade e com futuro" e Passos defendeu o seu Governo dizendo que "nunca tivemos um setor exportador tão pujante como hoje".

  • Disponibilidade para Consenso
    8:22

    Novo Governo

    Com vista as eleições do dia 4 de outubro, importa saber qual é a disponibilidade para consenso que têm quer Pedro Passos Coelho, quer António Costa. O líder da coligação "Portugal à Frente" diz que espera "que seja possível um entendimento sobre a Segurança Social depois das eleições" e o Secretário-Geral do PS afirma que "a Segurança Social precisa de medidas para assegurar a sustentabilidade".

  • Política e Confiança
    13:08

    Novo Governo

    O debate entre Pedro Passos Coelho e António Costa com vista as eleições de 4 de outubro começou sob o tema "Política e Confiança". Para o líder da coligação "Portugal à Frente", "se não formos capazes de ter estabilidade e confiança, a esperança não aparecerá", enquanto que o Secretário-Geral do PS ataca dizendo que "o Doutor Passos Coelho não cumpriu no Governo aquilo a que se comprometeu na campanha".

  • A sustentabilidade da Segurança Social
    4:37

    Novo Governo

    Pedro Passos Coelho e António Costa são os protagonistas de um debate que, com eleições "à porta", interessa a todos os portugueses. Assim como um dos temas discutidos: a sustentabilidade da Segurança Social. Para Passos "um cidadão tem de ter a garantia que o Estado vai fazer a reforma que lhe garanta a pensão". Já Costa ataca o líder da coligação "Portugal à Frente" dizendo que "quem o ouve dizer que não vai cortar pensões, recorda-se de si há quatro anos".

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.