sicnot

Perfil

Novo Governo

Passos insiste na colagem a Sócrates, Costa demarca-se

Passos insiste na colagem a Sócrates, Costa demarca-se

José Sócrates foi o nome mais repetido no frente-a-frente desta noite entre Pedro Passos Coelho e António Costa. Passos acusou Costa de querer repetir a receita socrática de desastre de 2009. António Costa reagiu dizendo que Passos Coelho tem saudades de debater com Sócrates. Durante todo o debate, o líder do PS procurou demarcar-se do programa do anterior Governo socialista, mas garantiu que assume todas as responsabilidades desde o Governo de Mário Soares até ao Governo de Sócrates.

  • Herança do Governo socialista debatida por Passos Coelho e António Costa
    2:06

    Novo Governo

    Um dos grandes temas do debate entre Passos Coelho e António Costa foi a herança do Governo socialista de José Sócrates. O líder da coligação PSD/CDS diz que o PS tem de assumir as responsabilidades por ter trazido a troika para Portugal. António Costa garante que a anterior governação socialista já foi julgada nas últimas eleições e chegou mesmo a dizer que Passos Coelho tem saudades de debater com o antigo primeiro-ministro.

  • Costa acusa Passos de fazer perdão fiscal aos bancos na venda do Novo Banco
    2:07

    Novo Governo

    Pedro Passos aconselha os lesados do papel comercial a recorrerem à justiça e lembra que a solução do reembolso é da competência dos reguladores. O líder da coligação "Portugal à Frente" garante ainda que a venda do Novo Banco não implica prejuízos para os contribuintes, mas António Costa acusa-o de fazer um perdão fiscal aos bancos para poder pagar a resolução do BES.

  • Passos vs. Costa, tema a tema

    Novo Governo

    Política e Confiança, Combate ao Desemprego, Disponibilidade para Consenso, Sustentabilidade da Segurança Social, Carga Fiscal, Saúde, Novo Banco, Justiça e Política, Governabilidade, Presidenciais 2016 e Mea Culpa foram os temas discutidos, esta noite, por Pedro Passos Coelho e António Costa. Nesta playlist, com 11 vídeos, pode rever como foram abordadas cada uma destas áreas no frente-a-frente que decorreu no Museu da Eletricidade, em Lisboa. Um dos grandes temas do debate entre Passos Coelho e António Costa foi a herança do governo socialista de José Sócrates. O líder da coligação PSD/CDS diz que o PS tem de assumir as responsabilidades por ter trazido a troika para Portugal. António Costa garante que a anterior governação socialista já foi julgada nas últimas eleições e chegou mesmo a dizer que Passos Coelho tem saudades de debater com o antigo primeiro-ministro. Sobre o BES, Pedro Passos Coelho aconselha os lesados do papel comercial a recorrerem à justiça e lembra que a solução do reembolso é da competência dos reguladores. O líder da coligação "Portugal à Frente" garante ainda que a venda do Novo Banco não implica prejuízos para os contribuintes, mas António Costa acusa-o de fazer um perdão fiscal aos bancos para poder pagar a resolução do BES. O secretário-geral do PS serviu-se de uma resolução do Governo para apoio a jovens emigrantes para acusar o primeiro-ministro de governar a enganar, enquanto Passos procurou colar os socialistas às lógicas de Sócrates e do Syriza.

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.