sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Passos Coelho diz que prefere perder as eleições que ganhar de qualquer maneira

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que prefere perder as eleições a "ganhar de qualquer maneira", referindo que há um ano todos achavam que a oposição ia ganhar e que agora os resultados "estão em aberto".

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"Há um ano todos achavam que a oposição só podia ganhar as eleições e agora parece que o resultado está em aberto. Ter alguma humildade a olhar para as eleições não é uma abordagem errada", disse o líder da coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) durante uma visita à empresa Comimba, do grupo Riberalves, que trabalha no setor do bacalhau.

Passos Coelho referiu que o mais importante é mostrar que as propostas da coligação são as melhores, afirmando que as eleições "não são o fim do mundo".

"É preferível olhar para o futuro com convicção que temos as propostas certas do que andar a correr atrás de foguetes e a prometer tudo e receitas a mais para ganhar as eleições e depois ter que amargar no dia a seguir. Prefiro perder as eleições do que ganhar de qualquer maneira e depois passar uma fatura demasiado cara aos portugueses", defendeu.

O presidente social-democrata e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse ainda que não quer falar sobre sondagens, apesar de salientar que são um elementos que pode ajudar na campanha eleitoral.

Sobre um possível pedido de isenção de taxas dos lesados do BES, Passos Coelho defendeu que no país nenhum cidadão fica impedido de recorrer à justiça por questões económicas.

"Nós temos um regime de acesso ao direito que garante que ninguém, por razões económicas, deixa de recorrer aos tribunais. Todos os anos o Estado paga muitos milhões de euros para garantir o acesso de todos ao Direito", defendeu.

Durante a visita à empresa que se dedica ao setor do bacalhau e que tem cerca de 280 trabalhadores, com um volume de negócios de cerca de 145 milhões de euros, Passos Coelho salientou a importância de se cumprirem as quotas no pescado, como o caso da sardinha.

Depois da visita à empresa localizada na Moita, Passos Coelho deslocou-se ao Seixal para visitar a Siderurgia Nacional, sempre acompanhado pela cabeça de lista da coligação no distrito de Setúbal, Maria Luís Albuquerque.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.