sicnot

Perfil

Novo Governo

Passos desvaloriza agravamento do défice do ano passado

Passos desvaloriza agravamento do défice do ano passado

Passos Coelho desvaloriza a derrapagem do défice de 2014. O primeiro-ministro explica que se trata apenas de um reporte estatístico sem efeito na vida das pessoas. O líder da coligação Portugal à Frente vai mais longe e diz mesmo que quanto mais tempo o dinheiro emprestado demorar a regressar aos cofres do Estado, mais o país ganhará em juros. O buraco das contas do Estado agravou-se devido ao adiamento da venda do Novo Banco. Como esse dinheiro não entrou nas contas do ano passado, o défice disparou para os 7,2%.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.