sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PCTP/MRPP suspende propaganda com a frase "morte aos traidores"

O PCTP/MRPP decidiu suspender a frase "morte aos traidores" que estava a usar nesta campanha eleitoral. A expressão estava escrita em vários cartazes de rua e folhetos.

"O Comité Central do Partido e a Candidatura Nacional do PCTP/MRPP vêm comunicar que a palavra de ordem morte aos traidores foi suspensa da campanha eleitoral em curso", lê-se num comunicado enviado às redações.

O partido explica que pode ser considerada um eventual excesso de linguagem que pode configurar um apelo à violência. Garcia Pereira garante no entanto que a frase não viola a lei eleitoral.

Panfletos do partido para as eleições legislativas 2015 começavam com a frase "Morte aos Traidores ! Fora do Euro". A expressão era também repetida várias vezes, em texto e pelo próprio Garcia Pereira, durante todo o vídeo emitido do tempo de antena.

O candidato do PCTP/MRPP pelo círculo eleitoral de Lisboa às eleições legislativas de 4 de outubro defendeu esta semana, em Palmela, que é preciso "correr com os traidores da Pátria e recuperar a independência do país", o que causou várias críticas e indignação em vários setores da sociedade.

Com Lusa

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.

  • Trump acusa o procurador-geral dos EUA de ser fraco
    1:46