sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

CNE recebeu 42 queixas desde o início da campanha eleitoral

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) instaurou, entre o dia 21 de setembro (a campanha eleitoral arrancou dia 20), e segunda-feira, dia 28, 42 processos decorrentes de queixas apresentadas, segundo um relatório disponível no 'site' da comissão.

O relatório informa que desde o início do ano, e até 28 de setembro, foram registados 116 processos relativos às eleições legislativas, a maioria instaurados por cidadãos. Quanto a forças políticas, a que mais reclamou foi a Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta PCP e PEV.

O tratamento jornalístico da campanha está entre os temas mais recorrentes entre os processos, seguindo-se questões relativas a assembleias de voto, a propaganda ou a publicidade comercial.

A CNE assinala também que, dentro do tratamento jornalístico, "muitos dos processos criados resultaram de participações apresentadas devido ao programa Prós e Contras da RTP, que foi emitido no dia 14 de setembro".

Dos 116 processos instaurados desde o início do ano, 59 estão em instrução, 28 foram enviados para a entidade competente, 18 resultaram numa recomendação ou advertência, sete originaram esclarecimentos, e quatro foram arquivados ou enviados para o Ministério Público.

Contactado pela Lusa, o porta-voz da CNE, João Almeida, informou que na reunião da comissão que decorreu hoje de manhã foram abordados "assuntos correntes", entre os quais alguns relativos às assembleias de voto e à votação antecipada de portugueses no estrangeiro.

A campanha eleitoral para as eleições legislativas de dia 04 de outubro decorre até dia 02, com 16 forças políticas a votos.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.