sicnot

Perfil

Novo Governo

As reações dos líderes partidários à sondagem SIC/Expresso

As reações dos líderes partidários à sondagem SIC/Expresso

Nas reações à mais recente sondagem feita para a SIC e para o Expresso antes das eleições legislativas, os líderes partidários afirmam que o que conta são os resultados de domingo. Se António costa diz que sente, nas ruas, o eleitorado a favor do PS, também Pedro Passos Coelho diz que esta sondagem traduz a impressão positiva que tem tido no contacto com os eleitores.

  • Sondagem dá vitória à coligação a três dias das eleições
    2:49

    Novo Governo

    Se as eleições fossem hoje a coligação Portugal à Frente seria a vencedora, com cinco pontos de avanço sobre o partido socialista. É este o resultado da última grande sondagem feita para a SIC e para o Expresso antes das legislativas do próximo domingo. PSD e CDS conseguem mais votos e mais deputados, mas não conseguem a maioria absoluta.

  • Marinho e Pinto diz que sondagens privilegiam partidos do sistema
    0:38

    Novo Governo

    Na reação à sondagem feita para a SIC e para o Expresso antes das eleições legislativas, Rui Tavares, do partido Livre/Tempo de Avançar, disse, sem comentar diretamente os resultados, que tem sentido um descontentamento geral para com os partidos tradicionais. Já Marinho e Pinto, do PDR, afirma que as sondagens são feitas para privilegiar os partidos do sistema.

  • Atrás das Câmaras em Mirandela
    2:36

    Atrás das Câmaras

    A SIC está a percorrer o pais para ouvir as historias dos municípios e dos eleitores. Até às autárquicas, o programa opinião pública dá lugar ao Atrás das Câmaras, que hoje está em Mirandela, no distrito de Bragança, como conta a repórter Catarina Lázaro.

    Hoje na SIC e SIC Notícias

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • "Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo"
    0:39

    Orçamento do Estado 2018

    O deputado e economista do PS Paulo Trigo Pereira defende que o desagravamento fiscal que o Governo quer pôr em marcha é "moderado". Em entrevista ao Público e à Renascença, o socialista diz que é preciso realismo e que é uma "alquimia" mexer ao mesmo tempo nas carreiras, pensões e rendimentos dos trabalhadores.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15