sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Cavaco falta ao 5 de Outubro para refletir sobre eleições

O Presidente da República vai falhar as cerimónias do 5 de Outubro. Cavaco Silva não vai fazer o tradicional discurso nem sequer marcar presença nas comemorações oficiais da Câmara Municipal de Lisboa. Fonte de Belém justifica: "dado o atual momento político, o PR tem que se concentrar na reflexão sobre as decisões que terá de tomar nos próximos dias".

Cavaco Silva, António Costa e Passos Coelho durante as comemorações do 101º aniversário da Implantação da República, a 5 de Outubro de 2011. A suspensão de quatro feriados - dois religiosos e dois civis (da Restauração e da Implantação da República) - foi decidida em maio de 2012. (Arquivo)

Cavaco Silva, António Costa e Passos Coelho durante as comemorações do 101º aniversário da Implantação da República, a 5 de Outubro de 2011. A suspensão de quatro feriados - dois religiosos e dois civis (da Restauração e da Implantação da República) - foi decidida em maio de 2012. (Arquivo)

Lusa

"Dado o atual momento político, o PR tem que se concentrar na reflexão sobre as decisões que terá de tomar nos próximos dias. Desta forma, não poderá estar presente na cerimónia comemorativa da Implantação da República", disse fonte oficial de Belém, citada pela Lusa.

A mesma fonte adianta que em breve a Câmara Municipal de Lisboa, que organiza as comemorações que tradicionalmente decorrem nos Paços do Concelho, apresentará o programa da cerimónia de comemoração.

Desde que o dia da Implantação da República deixou de ser feriado, este será o primeiro ano que se irá comemorar num dia útil e será o dia seguinte às eleições legislativas.

Já em 2005, nas vésperas das eleições autárquicas, o modelo das comemorações foi diferente do habitual. As cerimónias decorreram no Palácio da Ajuda, mas contaram com a presença do então Presidente da República Jorge Sampaio, que fez uma intervenção.

Em 2009, quando as comemorações do 5 de Outubro também se realizaram em vésperas de eleições autárquicas, e já com Cavaco Silva enquanto chefe de Estado, o formato também foi alterado. O Presidente da República optou por não se deslocar à câmara de Lisboa, mas abriu ao público os jardins do Palácio de Belém, onde proferiu uma pequena intervenção alusiva aos 99 anos da Implantação da República.

Com Lusa

  • "Espero que num prazo muito breve seja tudo esclarecido"
    1:34

    País

    O ministro do Trabalho e da Segurança Social disse hoje que é preciso aguardar pelo resultado da inspeção que está a ser feita às contas da associação Raríssimas. Vieira da Silva espera que tudo seja esclarecido o mais rapidamente possível.

  • As contradições do (ainda) secretário de Estado da Saúde
    1:58

    País

    Antes do pedido de demissão, o secretário de Estado da Saúde foi, na tarde de terça-feira, confrontado com uma série de novos documentos pela reportagem da TVI. Manuel Delgado é confrontado com uma série de acusações e entra, várias vezes, em contradição.

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.