sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Frases da noite eleitoral II

Galeria de Fotos

MIGUEL A. LOPES

"Há aqui um ciclo a terminar. A esquerda em Portugal vai ter de se entender, os novos partidos, os partidos velhos."

Helena Roseta, candidata a deputada do PS

"No PS teremos as facas mais ou menos longas nos próximos dias."

Nuno Morais Sarmento, antigo ministro do PSD

"Nós não temos uma competição direta com o Bloco de Esquerda."

João Oliveira, deputado do PCP

"O BE sai reforçado por ter lutado nos últimos quatro anos contra a política deste Governo."

Marisa Matias, eurodeputada do BE

"Houve demasiada opinião e pouca informação. Havia muita informação a dar aos eleitores que não foi dada."

Gabriela Canavilhas, deputada do PS

"Hoje, assinala-se o dia em que o Governo PSD/CDS foi derrotado, tem grande derrota e perde maioria absoluta e a possibilidade de formar Governo, a menos que haja do Presidente da República uma entorse no que diz respeito aos resultados eleitorais."

Francisco Lopes, membro do comité central do PCP

"É uma grande vitória indiscutível desta coligação. (...) Já só estamos a discutir a dimensão da vitória."

Telmo Correia, deputado do CDS/PP

"Não vejo que o PS tenha um militante em melhores condições para dirigir o partido do que António Costa."

Augusto Santos Silva, antigo ministro do PS

"O PS não apresentou um caminho diferente."

Nuno Morais Sarmento, antigo ministro do PSD

"A competição entre a CDU e o Bloco de Esquerda foi feita à custa do PS."

Nuno Morais Sarmento, antigo ministro do PSD

"Se a coligação de direita não tiver maioria, fique bem claro que não será pelo BE que conseguirá formar Governo."

Catarina Martins, porta-voz do BE

"Temos mais votos, mais mandatos e mais força que nunca. (...) Fomos o voto de confiança para trabalhadores, jovens e reformados. Digo-lhes a cada um que o BE vai cumprir a sua palavra."

Catarina Martins

"Quem decide a situação criada hoje é o eleitorado."

Augusto Santos Silva, antigo ministro do PS

"PSD e CDS/PP estão preocupados com a composição da Assembleia da República."

João Oliveira, deputado do PCP

"Quem ganha as eleições governa, quem ganha eleições deve governar. E nós estamos preparados deste lado para governar."

Assunção Cristas, vice-presidente do CDS

"Começámos o programa a falar da maioria absoluta da maioria e acabamos a falar de possíveis acordos com a esquerda."

João Oliveira

"Temos uma costela judaico-cristã: gostamos de ser vergastados."

Maria do Céu Guerra, atriz e apoiante de António Costa

"O debate e a reflexão que existir a seguir têm de ser primeiro um confronto de ideias e não de pessoas. Isto não pode ser um partido de vaidades, egoísmos e interesses pessoais."

Álvaro Beleza, dirigente do PS

"A CDU assina a sua força eleitoral. (...) Hoje assinala-se o dia em que a coligação de direita foi derrotada."

Francisco Lopes

"As primeiras projeções apontam para uma radicalização aos extremos. Os quatro partidos que em 2011 se uniram para derrubar um Governo de centro esquerda e que criaram as condições para que viesse a 'troika' para Portugal saem hoje vitoriosos."

Marinho e Pinto, líder do PDR

"O que é certo é que o Bloco de Esquerda fez o melhor que era preciso para vencer a direita. Não foi o BE que faltou nesse combate."

Francisco Louçã, antigo líder do BE

"Não entrámos nesta campanha numa competição com a CDU, entramos para derrotar a austeridade."

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do BE

"O resultado de PSD e CDS, independentemente de ter sido a coligação mais votada, expressa uma clara condenação face aos quatro anos de Governo."

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP

"Com este quadro, o PS tem condições para formar Governo, mas têm de perguntar ao PS."

Jerónimo de Sousa

"António Costa, da forma como chega à liderança do PS, só tem uma alternativa: demitir-se."

Miguel Relvas, antigo ministro do PSD

"Se alguma coisa vai ter que mudar no país é a política do Governo."

Vieira da Silva, antigo ministro do PS

"Catarina Martins foi como foi ao longo da campanha: foi ótima."

Marcelo Rebelo de Sousa, antigo líder do PSD

"As forças radicais noutros países chegaram a atingir 35% (...). Apesar de toda esta exuberância da nossa esquerda radical, o que vemos é estas duas forças juntas [CDU e BE] têm metade da votação da coligação."

António Pires de Lima, dirigente do CDS-PP

"A realidade é esta: o PSD foi julgado pela sua política. Perdeu a maioria absoluta."

Fernando Rosas, fundador do BE

"As condições que os dois partidos [PSD e CDS-PP] tiveram até aqui perderam-nas hoje."

João Ferreira, eurodeputado do PCP

"Se tivesse que fazer uma aposta diria que ele [António Costa] não se demite. Não há uma alternativa evidente [para ocupar o lugar de secretário-geral do PS], coisa que no passado não foi exatamente o caso."

António Vitorino, antigo ministro do PS

"O PS não conseguiu apresentar uma alternativa que levasse as pessoas a dizer 'para pior já basta assim, deixem-nos cá estar porque estes já sabemos o que é que fazem'. Isso é que falhou."

Miguel Sousa Tavares, comentador

"O PSD e o CDS cumprem o seu papel de estarem satisfeitos (...) é preciso ver a dimensão da vitória e a dimensão da derrota."

Marques Mendes, antigo líder do PSD

"As declarações que já ouvimos do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda têm esse picante porque no fundo dizem que a direita perdeu e não pode governar e esperam que seja o PS a fazer o trabalho sujo. E depois se o PS não o fizer em nome da estabilidade governativa lá estão eles para criticar (...). Isso é uma atitude de uma grande hipocrisia.

António Vitorino, antigo ministro do PS

"Temos a convicção que criámos uma marca e que as condições do país vão fazer esta marca crescer em futuros atos eleitorais."

Mendo Castro Henriques, cabeça de lista por Lisboa do partido Nós, Cidadãos!

"Qualquer que seja o lugar que ocupemos na Assembleia da República será este o nosso programa e seremos fiéis no seu cumprimento escrupuloso."

António Costa, secretário-geral do PS

"Não seremos maioria do contra."

António Costa

"Manifestamente, não me vou demitir. (...) Eu nunca sou nem serei um problema para o PS."

António Costa

"O que o doutor António Costa fez ao PS e ao país é criminoso."

António Galamba, deputado do PS

"Como estamos a uma hora do 5 de outubro gritemos 'Viva a República'!"

António Costa

"Se há uma coisa que as pessoas não apreciam nas noites eleitorais é toda a gente dizer que ganhou. (...) A coligação Portugal à Frente venceu as eleições. Vencemo-las com clareza e com uma significativa distância em relação ao segundo classificado."

Paulo Portas, presidente do CDS-PP

"Este resultado desmente categoricamente os que nos deram como acabados."

Paulo Portas

"Os portugueses quiseram com total clareza que o PSD e o CDS sejam Governo por mais quatro anos. Mas não nos deram a maioria dos mandatos. Saberemos ler esses resultados. (...) O povo falou. Saberemos certamente honrar aquilo que o povo nos disse."

Paulo Portas

"A derrota do PS é inapelável."

Paulo Portas

"Seria estranho, como disse em campanha eleitoral, que quem ganhasse as eleições não pudesse governar."

Pedro Passos Coelho, presidente do PSD

"Os tempos que temos à nossa frente serão desafiantes."

Pedro Passos Coelho

"Nestes primeiros dias da semana, portanto, faremos, como nos compete, o passo que é indispensável para que se possa comunicar ao senhor Presidente da República que a força política mais votada nas eleições está disponível para formar o Governo, e com isso contrair todas as responsabilidades inerentes aos resultados das eleições."

Pedro Passos Coelho

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.