sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PSD diz que resultados responsabilizam maiores partidos numa "cultura de compromisso"

A direção do PSD considerou hoje, numa análise às legislativas de domingo, que os resultados conferiram "uma vitória clara à coligação" PSD/CDS-PP e "responsabilizam os maiores partidos portugueses numa cultura de compromisso".

MIGUEL A. LOPES

Num comunicado da Comissão Política Permanente do PSD, órgão restrito da direção que hoje esteve reunido, é ainda anunciado que os sociais-democratas decidiram mandatar o vice-presidente do partido José Matos Correia "para ultimar, com um representante do CDS-PP, uma proposta de acordo político de Governo".

"A Comissão Política Permanente do PSD, hoje reunida, analisou os resultados eleitorais das eleições legislativas, que conferiram uma vitória clara à Coligação e que responsabilizam os maiores partidos portugueses numa cultura de compromisso", refere o comunicado enviado às redações, que destaca ainda "a forma extraordinária como os portugueses participaram nestas eleições sem qualquer incidente digno de registo".

No domingo, a coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) venceu as eleições com 38,55% (104 deputados) - perdendo a maioria absoluta, enquanto o PS conseguiu 32,38% (85 deputados), o BE subiu a terceira força política com 10,22% (19 deputados)e a CDU alcançou 8,27% (17 deputados), quando ainda faltam apurar os quatro deputados dos círculos da emigração. O PAN (Pessoas-Animais-Natureza) vai estrear-se no parlamento, com um deputado (1,39% dos votos).

Lusa

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.