sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

UGT demarca-se do secretário-geral que defendeu governo PSD/CDS-PP com PS

Os órgãos sociais da União-Geral de Trabalhadores (UGT) demarcaram-se hoje do seu secretário-geral, Carlos Silva, que defendeu, numa entrevista, um governo de coligação PSD/CDS-PP com o compromisso do PS, excluindo assim os partidos à esquerda dos socialistas.

Lusa/Arquivo

Lusa/Arquivo

Lusa

"Gostaríamos de esclarecer que a opinião expressa apenas vincula a pessoa do secretário-geral da UGT e não [é] uma posição da central ratificada nos seus órgãos sociais", lê-se num comunicado enviado hoje pela UGT.

Os órgãos sociais da central sindical demarcam-se assim da posição assumida pelo seu secretário-geral uma entrevista conjunta da Antena 1 e do Diário Económico, publicada hoje.

"Não me parece que as forças à esquerda do PS deem garantia de estabilidade", afirmou Carlos Silva na entrevista, defendendo também que "seria preferível que a estabilidade governativa assentasse num compromisso entre a coligação que venceu as eleições e o PS".

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras