sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Apenas 11,5% dos emigrantes votaram nas legislativas de 4 de outubro

Apenas 28 mil emigrantes, dos cerca de 242.000 eleitores inscritos no recenseamento dos círculos eleitorais da Europa e Fora da Europa, votaram nas eleições legislativas de 4 de outubro.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

O número, que corresponde a cerca de 11,5% do total, representa cerca de menos 5 mil votos em relação às legislativas de 2011, segundo Jorge Miguéis, secretário-geral-adjunto da administração eleitoral.

O cenário pode ser justificado pelo "mau funcionamento dos serviços postais nalguns países" e pelo impacto da greve dos funcionários dos correios do Brasil, país que representa 60% do universo dos eleitores (cerca de 101.000), referiu.

De acordo com Jorge Miguéis, até ao momento não chegou qualquer voto de Timor-Leste, enquanto a zona de Macau/China registou o maior crescimento de participação, com mais de 3.000 votantes.

A contagem dos votos dos emigrantes está a ser hoje feita no pavilhão municipal do Casal Vistoso, em Lisboa.

No local estão 160 pessoas, distribuídas por 32 mesas de voto: 15 para o círculo Europa e 17 para o de Fora da Europa.

Para as eleições legislativas, ao contrário das presidenciais e europeias, o voto é feito via correspondência, sendo aceites os boletins de voto que chegarem até ao dia de hoje e que tenham o selo postal de, no máximo, 04 de outubro.

Os dois círculos da emigração atribuem quatro deputados, dois por cada círculo.

Nas legislativas de 2011, o PSD conseguiu os dois mandatos fora da Europa e um da Europa e o PS o outro mandato da Europa.

Lusa

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.