sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Presidente do Governo espanhol diz que não lhe agrada a situação política em Portugal

O presidente do Governo espanhol voltou hoje a criticar a intenção dos partidos de esquerda em Portugal de se coligarem contra a coligação PSD-CDS, afirmando que tal não lhe agrada já que é "partidário de que governe sempre o mais votado".

© Juan Medina / Reuters

"Sou partidário de que governe sempre o mais votado. Há precedentes que não me agradam. Vimo-lo em municípios [casos de Madrid, Valência ou Saragoça] em que todos se puseram contra o PP e não gostei. O que estou a ver agora em Portugal também não me agrada. As pessoas devem refletir sobre o que fazem com o seu voto", disse hoje Mariano Rajoy, presidente do Governo espanhol e presidente do PP espanhol.

É a terceira vez em menos de uma semana que Mariano Rajoy se pronuncia sobre a situação política em Portugal, depois de duas intervenções na quarta e na quinta-feira, durante o Congresso do Partido Popular Europeu (PPE) em Madrid, no qual participou como presidente do partido popular espanhol.

Na quinta-feira, Rajoy disse que uma coligação de esquerda em Portugal, entre o PS, o Bloco de Esquerda e o PCP, "seria negativo para os interesses de todos", e "não respeitaria" a vontade dos portugueses. No dia anterior tinha referido que os socialistas em Espanha poderão fazer o mesmo que António Costa em Portugal e unir-se com a extrema-esquerda do Podemos, algo que criticou.

Rajoy assinou hoje o documento que dissolve oficialmente o parlamento espanhol e marca as eleições gerais espanholas para 20 de dezembro. O decreto também estipula a constituição de novas Cortes (Parlamento) a 13 de janeiro. O ato em que Rajoy anunciou oficialmente as novas eleições também serviu para fazer um balanço da sua legislatura.

O presidente do Governo espanhol, em funções desde finais de 2011, fez mais uma vez um "apanhado" do desempenho económico de Espanha ao longo do seu mandato e deixou algumas pistas sobre o que vai ser a mensagem do PP espanhol na campanha eleitoral: "emprego, crescimento e confiança".

Lusa

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..