sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

"Os Verdes" criticam executivo e insistem em moção de rejeição

O partido "Os Verdes" lamentou hoje a "vontade" de PSD e CDS-PP em prosseguirem a "lógica política" dos últimos quatro anos com o novo governo, reiterando os ecologistas a defesa de uma moção de rejeição ao programa do Governo.

JOSE SENA GOULAO

"Os Verdes consideram que a constituição do Governo proposta por Pedro Passos Coelho demonstra uma efetiva vontade de continuação de toda a lógica política prosseguida nos últimos quatro anos. A generalidade dos ministros mantém-se e aqueles cujo nome é proposto pela primeira vez garantem a continuidade dessas políticas", diz o partido - que concorreu às legislativas coligado com o PCP - em nota enviada às redações.

A nota do partido "Os Verdes" surge depois de o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, ter dado hoje o seu acordo à proposta de constituição do XX Governo Constitucional apresentada pelo primeiro-ministro indigitado, Pedro Passos Coelho, estando a tomada de posse marcada para sexta-feira às 12:00.

Para os ecologistas, e apesar do anúncio da composição do Governo e da sua tomada de posse, a Assembleia da República terá da parte de "Os Verdes" o apoio para uma moção de rejeição ao programa do Governo, "confirmando a coerência" do partido "relativamente à rejeição de políticas cruéis para o país e dando expressão aos resultados das últimas eleições legislativas".

"Os Verdes" salientam ainda a proposta de continuação de Jorge Moreira da Silva à frente do Ministério do Ambiente, assinalando que o social-democrata "acentuou uma diretriz na política do ambiente virada para o serviço aos grandes grupos económicos e conviveu bem com o desinvestimento público na área do ambiente".

No novo executivo, composto por 16 ministros, há oito repetentes e oito novos ministros, sendo as 'caras novas' João Calvão da Silva, para a Administração Interna, Fernando Negrão, para a Justiça, Miguel Morais Leitão, para a Economia, Fernando Leal da Costa, para a Saúde, Margarida Mano, para a Educação e Ciência, Rui Melo Medeiros, para a Modernização Administrativa, Teresa Morais, para a Cultura, Igualdade e Cidadania, e Carlos Costa Neves, para os Assuntos Parlamentares.

Lusa

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • Comitiva portuguesa terminou visita à central de Almaraz

    País

    A visita técnica da delegação portuguesa e da Comissão Europeia à central nuclear de Almaraz, em Espanha, realizou-se esta segunda-feira. A visita serviu para Portugal se inteirar sobre o funcionamento da central e sobre o projeto de construção de uma instalação para armazenamento de resíduos radioativos.

  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.