sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PS salienta que só viabiliza governo que cumpra regras orçamentais

O PS emitiu hoje um comunicado em que se pretende assegurar que um acordo de Governo entre socialistas, Bloco de Esquerda, PCP e Verdes terá como base um programa que cumprirá as regras orçamentais de Portugal. Mas, para já, vai centrar-se na apreciação da proposta do executivo indigitado

MANUEL DE ALMEIDA

Este comunicado difundido pelo Gabinete de Imprensa do PS surge na sequência da publicação em vários órgãos de comunicação social com estimativas orçamentais caso medidas como o aumento do salário mínimo ou a reposição em 2016 dos salários dos trabalhadores do setor público façam parte de um acordo programático entre PS, Bloco de Esquerda, PCP e PEV:

"Face a notícias que têm vindo a público acerca das implicações orçamentais do acordo entre o PS, BE, PCP e PEV, o PS reafirma que as regras orçamentais serão cumpridas. O PS reafirma que apenas viabilizará um Governo que garanta o cumprimento das obrigações do país em termos orçamentais".

No mesmo texto, refere-se porém que, "no atual momento, o PS entende que o processo político deverá centrar-se" na apreciação da proposta de programa do Governo indigitado PSD/CDS "e nas consequências económicas e sociais para o país que decorrem das medidas nele contidas".

"O PS considera fundamental que o Governo PSD/CDS apresente uma avaliação do impacto das medidas do seu programa, sem o qual não é possível avaliar a sua consistência com o cumprimento dos compromissos orçamentais", contrapõe-se no comunicado dos socialistas.

Com Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC