sicnot

Perfil

Novo Governo

PCP propôs ao PS uma "posição conjunta" para uma solução "duradoura"

PCP propôs ao PS uma "posição conjunta" para uma solução "duradoura"

Antes da entrevista desta noite, Bloco de Esquerda e PCP, já tinham confirmado durante a tarde o apoio a um Governo do Partido Socialista. Catarina Martins anunciou que as negociações tiveram "luz verde" da comissão política. Em comunicado, o PCP refere que propôs aos socialistas uma "posição conjunta" para uma solução "duradoura".

  • Passos acusa PS de não o querer deixar governar
    2:40

    País

    Passos Coelho dramatizou esta sexta-feira o discurso, dizendo que, se o seu Governo for derrubado, é porque o PS não o quer deixar governar. No final de uma reunião com os deputados da coligação, onde apresentou o programa do Governo, Passos frisou que ainda é o primeiro-ministro, mas garantiu estar disponível para liderar a oposição.

  • Pontos essenciais do programa do Governo

    Novo Governo

    O executivo deixou cair o plafonamento das pensões e admitiu aumentar o salário mínimo, bem como reduzir mais rapidamente a sobretaxa no programa do Governo divulgado hoje, procurando "abrir espaço para gerar compromissos" com a esquerda. No programa do Governo, aprovado na quinta-feira em Conselho de Ministros e entregue hoje na Assembleia da República, o executivo liderado por Pedro Passos Coelho apresenta várias medidas já previstas no programa eleitoral da coligação PSD/CDS-PP, mas deixa cair outras e introduz novas para se aproximar das propostas do PS.

  • PCP anuncia acordo para governo PS

    Novo Governo

    O PCP anunciou esta tarde que estão reunidas as condições para "assegurar um governo da iniciativa do PS" e "uma solução duradoura". O Bloco de Esquerda também já tinha revelado acordo com os socialistas. Hoje à noite, o líder do PS explica os contornos do entendimento numa entrevista exclusiva na SIC.

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42