sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PAN espera "novo rumo" por parte do Executivo

O deputado do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), André Silva, afirmou hoje, no encerramento do debate sobre o programa do XX Governo Constitucional, esperar um "novo rumo" por parte do executivo, assente num novo paradigma.

Do Governo "o PAN espera um novo rumo que não se limite a mitigar as questões ligadas ao agravamentos das condições de vida dos portugueses, mas que inicie um novo paradigma de relações económico-sociais que não assente na velha dicotomia entre exploração capitalista e luta de classes, não devendo a sua realização e felicidade dos portugueses ser apenas proporcional à sua capacidade produtiva", vincou André Silva perante a Assembleia da República no encerramento do debate sobre o programa de Governo.

"Do debate aqui realizado realço a importância de uma consciência político-partidária responsável no alinhamento de agendas, deliberações e prioridades. Existem medidas aqui debatidas que só podem avançar com um compromisso e um vasto acordo entre protagonistas e forças políticas que partilhem o desejo genuíno de criar alternativas sustentáveis nos vários eixos governativos", afirmou o deputado.

André Silva iniciou a sua intervenção com um balanço do debate sobre o programa de Governo, que considerou "adequado e justo", e que deve ser ajustado "ao imperativo de mudança que os portugueses têm vindo a pedir".

"O programa [de Governo] traz algumas propostas que indicam ligeiros ajustes ao desagravamento dos sacrifícios que nos foram pedidos, contudo, ao aprofundarmos com mais detalhe, não podemos deixar de considerar que o mesmo programa dá continuidade ao rumo seguido pelo Governo durante os quatro anos anteriores", afirmou André Silva na primeira vez que discursou do púlpito do parlamento.

André Silva acrescentou que o programa "acentua cada vez mais a intenção de substituir a noção de Estado social por uma noção mais assistencialista", afirmando ver com agrado que "existe a preocupação do Governo em propor medidas que vão ao encontro do bem-estar animal", mas encontrando algumas contradições nas medidas apresentadas pelo XX Governo Constitucional.

Entre as contradições, o deputado do PAN assinalou que o programa tanto confirma que se deve melhorar o bem-estar animal, ao mesmo tempo que "beneficia o lucro dos produtores, agilizando procedimentos comerciais".

"Privilegia-se a lógica de mercado através do lucro fácil em detrimento da proteção desejável para estes animais", criticou o deputado.

André Silva enunciou ainda não ter encontrado preocupações com a utilização de agroquímicos, o cultivo de transgénicos ou uma eventual reavaliação do plano nacional de barragens.

"Sentimos também a ausência de medidas concretas no âmbito ao incentivo dos modos de produção biológicos", sublinhou o deputado.

O discurso do líder do PAN foi aplaudido por alguns deputados do PS.

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08