sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

PAN espera "novo rumo" por parte do Executivo

O deputado do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), André Silva, afirmou hoje, no encerramento do debate sobre o programa do XX Governo Constitucional, esperar um "novo rumo" por parte do executivo, assente num novo paradigma.

Do Governo "o PAN espera um novo rumo que não se limite a mitigar as questões ligadas ao agravamentos das condições de vida dos portugueses, mas que inicie um novo paradigma de relações económico-sociais que não assente na velha dicotomia entre exploração capitalista e luta de classes, não devendo a sua realização e felicidade dos portugueses ser apenas proporcional à sua capacidade produtiva", vincou André Silva perante a Assembleia da República no encerramento do debate sobre o programa de Governo.

"Do debate aqui realizado realço a importância de uma consciência político-partidária responsável no alinhamento de agendas, deliberações e prioridades. Existem medidas aqui debatidas que só podem avançar com um compromisso e um vasto acordo entre protagonistas e forças políticas que partilhem o desejo genuíno de criar alternativas sustentáveis nos vários eixos governativos", afirmou o deputado.

André Silva iniciou a sua intervenção com um balanço do debate sobre o programa de Governo, que considerou "adequado e justo", e que deve ser ajustado "ao imperativo de mudança que os portugueses têm vindo a pedir".

"O programa [de Governo] traz algumas propostas que indicam ligeiros ajustes ao desagravamento dos sacrifícios que nos foram pedidos, contudo, ao aprofundarmos com mais detalhe, não podemos deixar de considerar que o mesmo programa dá continuidade ao rumo seguido pelo Governo durante os quatro anos anteriores", afirmou André Silva na primeira vez que discursou do púlpito do parlamento.

André Silva acrescentou que o programa "acentua cada vez mais a intenção de substituir a noção de Estado social por uma noção mais assistencialista", afirmando ver com agrado que "existe a preocupação do Governo em propor medidas que vão ao encontro do bem-estar animal", mas encontrando algumas contradições nas medidas apresentadas pelo XX Governo Constitucional.

Entre as contradições, o deputado do PAN assinalou que o programa tanto confirma que se deve melhorar o bem-estar animal, ao mesmo tempo que "beneficia o lucro dos produtores, agilizando procedimentos comerciais".

"Privilegia-se a lógica de mercado através do lucro fácil em detrimento da proteção desejável para estes animais", criticou o deputado.

André Silva enunciou ainda não ter encontrado preocupações com a utilização de agroquímicos, o cultivo de transgénicos ou uma eventual reavaliação do plano nacional de barragens.

"Sentimos também a ausência de medidas concretas no âmbito ao incentivo dos modos de produção biológicos", sublinhou o deputado.

O discurso do líder do PAN foi aplaudido por alguns deputados do PS.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43