sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Paulo Morais indigitava Costa de imediato para haver Governo em funções em 8 dias

O candidato presidencial Paulo Morais afirmou hoje que se fosse Presidente da República indigitava de imediato o secretário-geral socialista, António Costa, como primeiro-ministro, defendendo que em oito dias Portugal deveria ter o Governo em plenitude de funções.

(SIC/ Arquivo)

Em declarações à agência Lusa após um encontro com o padre Jardim Moreira, da Rede Europeia Anti-pobreza, Paulo Morais afirmou que, se fosse Presidente da República, e após a queda do Governo na terça-feira, "hoje mesmo teria convocado os partidos com assento parlamentar e teria indigitado o Dr. António Costa como primeiro-ministro", no pressuposto que o secretário-geral do PS "tem um acordo de incidência parlamentar que lhe garante estabilidade governativa".

"Pedir-lhe-ia que me apresentasse um Governo em 48 horas com dirigentes sérios, com políticos sérios. Nós precisamos de ministros sérios, o que não temos tido infelizmente nos últimos anos", disse ainda, defendendo que em oito dias deveria haver um Governo em plenitude de funções.

O candidato presidencial explicou ainda que pediria também ao António Costa que "não esgotasse o prazo de 10 dias para a apresentação do Programa do Governo, que o apresentasse já" porque "Portugal precisa de normalidade democrática".

"Já não a temos há 38 dias, as eleições foram no dia 04 de outubro. Estamos quase há 40 dias sem saber qual é o modelo governativo que vamos ter nos próximos tempos. O país não aceita isto, não atura isto", alertou.

Ressalvando que Cavaco Silva "fará seguramente aquilo que é o seu melhor entendimento", Paulo Morais explicou que defende "um entendimento de urgência, de emergência".

"Portugal tem necessidade urgente de ter uma normalidade democrática, que impõe ter um Governo em atividade, ter um parlamento a controlar a atividade do Governo e a propor medidas legislativas e desde logo aprovar o Orçamento do Estado para 2016", observou.

Para o ex-vice-presidente da Câmara do Porto, tanto quanto dizem as notícias e a informação que lhe vai chegando, "António Costa dispõe de um acordo de incidência parlamentar que lhe garante estabilidade governativa, tem já um programa do Governo e não faz sentido estar a esperar mais".

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.