sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Cavaco recebe amanhã presidentes dos principais bancos

O Presidente da República vai receber amanhã, em sete audiências separadas, entre as 9:00 e as 17:00, os presidentes dos principais bancos a operar em Portugal e o presidente da Associação Portuguesa de Bancos.

TIAGO PETINGA

As audiências em Belém começam às 09:00 com o presidente executivo do Millenium BCP, Nuno Amado, seguindo-se, às 10:00, o presidente do conselho de administração do Novo Banco, Stock da Cunha, às 11:00, o presidente da comissão executiva do BPI, Fernando Ulrich, e, às 12:00, o presidente da comissão executiva do Santander Totta, Vieira Monteiro.

À tarde, serão ouvidos o presidente da comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos, José de Matos, o presidente do conselho de administração executivo da Caixa Económica Montepio Geral, José Félix Morgado, às 16:00, e o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, Faria de Oliveira, na última audiência do dia, marcada para as 17:00.

Na semana passada, o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, já realizou audiências com confederações patronais, associações empresariais e centrais sindicais, contactos que iniciou na sequência da rejeição do Programa do Governo PSD/CDS-PP.

A moção de rejeição do PS ao Programa do XX Governo Constitucional foi aprovada há uma semana com 123 votos favoráveis de socialistas, BE, PCP, PEV e PAN, o que, de acordo com a Constituição, implica a demissão do XX Governo Constitucional, suportado por PSD e CDS-PP, e liderado por Pedro Passos Coelho.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.