sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Coligação remete reposição de feriados para concertação social

PSD e CDS-PP remetem para a concertação social e para o diálogo com o Vaticano a avaliação da reposição dos feriados suspensos em 2012, no projeto de resolução que será discutido na sexta-feira.

Um debate presidido por Eduardo Ferro Rodrigues que contou com praticamente todos os deputados no hemiciclo.

Um debate presidido por Eduardo Ferro Rodrigues que contou com praticamente todos os deputados no hemiciclo.

MIGUEL A. LOPES

"O PSD e o CDS, ao contrário dos partidos de esquerda, respeitam a concertação social e os compromissos internacionais celebrados por Portugal com os outros estados. Registamos que o PCP e o BE e o PS se tenham esquecido da concertação social, onde estas matérias foram e devem ser debatidas, e da necessária reavaliação da questão dos feriados à luz da paridade entre feriados civis e religiosos, o que implica, naturalmente, cumprir com o acordado com a Santa Sé", disse à Lusa o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães.

Para o presidente do grupo parlamentar centrista, todos os partidos de esquerda se esqueceram "do artigo 8º da Constituição, que tanto dizem defender".

O artigo 8º da Constituição refere-se ao direito internacional e sua aplicação por Portugal.

"Por isso, coerentemente com o que propusemos aos portugueses no programa eleitoral, e transparentemente, mantemos a nossa posição", defendeu.

O projeto de resolução recomenda ao Governo "que proceda, em estreito diálogo com a concertação social e com a Santa Sé, à avaliação e eventual alteração do acordo quanto aos feriados civis e religiosos".

No programa da coligação Portugal à Frente, com que sociais-democratas e centristas concorreram às eleições, os partidos comprometiam-se a "propor, a partir de 2016 e com espírito de gradualismo, a revisão do acordo com a Santa Sé sobre a questão dos feriados religiosos, tendo em atenção a sua correspondência nos feriados civis".

PS, PCP, BE e PEV levam na sexta-feira ao plenário da Assembleia da República iniciativas legislativas para a reposição de feriados. O PS propõe apenas a reposição imediata dos dois feriados civis, enquanto PCP, BE e PEV querem reintroduzir os quatro suspensos em 2012: Implantação da República, a 5 de Outubro, a Restauração da Independência, a 1 de Dezembro, e os feriados religiosos do Corpo de Deus (móvel) e Dia de Todos os Santos (1 de novembro).

O PEV defende também que no dia de terça-feira de Carnaval seja instituído feriado nacional, mas essa iniciativa ainda não está agendada, já tendo sido entregue, de acordo com fonte oficial do partido ecologista.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01