sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Reformados avisam Governo que se não cumprir promessas vão exigir a demissão

A Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) avisou hoje o Governo socialista que, caso não cumpra as promessas feitas, nomeadamente em relação a este setor, vai para a rua protestar e exigir a sua demissão.

LUSA

"Se não cumprir as promessas que divulgou, é evidente que corre o risco de não ter condições para governar. Iremos lutar e exigir, caso não sejam cumpridas essas promessas, a demissão deste Governo, obviamente", afirmou o presidente desta confederação.

Em declarações à agência Lusa, após a realização do oitavo congresso nacional do MURPI, que decorreu hoje em Lisboa, Casimiro Menezes notou que "houve uma viragem" com a queda do Governo PSD/CDS-PP, mas alertou que os reformados, pensionistas e idosos "não vão abdicar do protesto e de ações de rua" para reivindicarem as suas exigências.

Casimiro Menezes acalenta, contudo, em relação ao novo Governo liderado por António Costa, que tem o apoio dos restantes partidos de esquerda, a esperança de que venha a governar com medidas que vão ao encontro do setor dos reformados, mas também ao resto da população que se viram "prejudicados nos últimos quatro anos".

A demissão do Governo PSD/CDS-PP foi para o MURPI, só por si, "uma conquista".

Realizou-se hoje, no Fórum Lisboa, mais um congresso nacional do MURPI com a presença de centenas de reformados e pensionistas de norte a sul do país.

"Este 8.º congresso é a prova da vitalidade e da necessidade de afirmação desta confederação, que já vai para quase 40 anos de existência e que congrega mais de 150 associações de reformados, pensionistas e idosos, que maioritariamente marcaram presença neste congresso", destacou o presidente do MURPI.

O congresso serviu, nomeadamente, para eleger os novos corpos sociais e para aprovar um documento com um conjunto de 18 medidas consideradas "importantes" pelos reformados.

"Que vão desde a área da saúde, das pensões, da mobilidade, da habitação até a espetos culturais da vida das associações dos reformados", concluiu Casimiro Menezes.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.