sicnot

Perfil

Liga Europa

Liga Europa

Liga Europa 2015/2016

Paulo Sousa e Sá Pinto no "onze" ideal de ex- jogadores a treinar na Liga Europa

Os portugueses Paulo Sousa, treinador da Fiorentina, e Sá Pinto, técnico do Belenenses, foram hoje integrados na equipa ideal de antigos futebolistas a treinar clubes que disputam a edição de 2015/16 da Liga Europa.

Sá Pinto (Reuters)

Sá Pinto (Reuters)

© Laszlo Balogh / Reuters

Na página oficial da Liga Europa na internet, a UEFA divulga uma equipa inicial de antigos futebolistas, agora treinadores, da qual faz parte também o antigo guarda-redes belga do Benfica Michel Preud'Homme, atual treinador do Club Brugge.

A dupla de defesas-centrais é composta pelo holandês Frank de Boer e pelo norueguês Henning Berg, técnicos de Ajax e Legia Varsóvia, respetivamente.

O defesa-esquerdo desta formação é o argentino Mauricio Pochettino, treinador do Tottenham, que jogou em clubes como Espanyol, Paris Saint-Germain e Bordéus.

No lado direito da defesa encontra-se o antigo internacional francês Willy Sagnol, ex-jogador de Mónaco e Bayern Munique, que agora orienta o Bordéus.

Numa formação a alinhar em 4-3-3, o meio-campo escolhido pela UEFA aposta no croata Igor Tudor, antigo jogador da Juventus, que agora orienta os gregos do PAOK, no português Paulo Sousa, treinador da Fiorentina, que também jogou na 'Vecchia Signora', e no espanhol Michel, antiga glória do Real Madrid, agora a treinar o Marselha.

Nos flancos, a escolha recaí sobre o georgiano Ketsbaia, antigo jogador do Newcastle, que substituiu recentemente Domingos Paciência no comando dos cipriotas do APOEL, e Sá Pinto, 'símbolo' do Sporting agora a orientar o Belenenses.

A referência atacante da equipa é o 'avançado' Ernesto Valverde, técnico do Atlético de Bilbao, clube que representou enquanto jogador, além de ter alinhado nos catalães do FC Barcelona.

Lusa

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os discursos de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa estiveram no Jornal da Noite da SIC, onde analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O Diretor de Informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida