sicnot

Perfil

Liga Europa

Liga Europa

Liga Europa 2015/2016

Sá Pinto considera que Belenenses "não tem obrigação de vencer" Fiorentina

O treinador do Belenenses afirmou esta quarta-feira que os 'azuis' não têm "obrigação de vencer" a Fiorentina, mas frisou que vão tentar contrariar o favoritismo italiano, na segunda jornada do grupo I da Liga Europa de futebol.

"A história já foi feita. Conseguimos levar o Belenenses à fase de grupos da Liga Europa e não há qualquer obrigatoriedade de ganhar ou até de pontuar neste jogo. Mas teremos de fazer algo, apesar de sabermos o poderio do adversário", disse Ricardo Sá Pinto.

"A história já foi feita. Conseguimos levar o Belenenses à fase de grupos da Liga Europa e não há qualquer obrigatoriedade de ganhar ou até de pontuar neste jogo. Mas teremos de fazer algo, apesar de sabermos o poderio do adversário", disse Ricardo Sá Pinto.

MANUEL DE ALMEIDA / Lusa

"A história já foi feita. Conseguimos levar o Belenenses à fase de grupos da Liga Europa e não há qualquer obrigatoriedade de ganhar ou até de pontuar neste jogo. Mas teremos de fazer algo, apesar de sabermos o poderio do adversário", começou por dizer Ricardo Sá Pinto, em conferência de imprensa.

De resto, o técnico, que fazia a antevisão da partida de quinta-feira, marcada para o Estádio do Restelo, deixou elogios ao conjunto 'viola', que no último domingo alcançou a liderança da Liga italiana, após o claro triunfo no terreno do Inter de Milão (4-1).

"Vamos jogar contra uma equipa com uma dimensão e objetivos completamente diferentes dos nossos. É uma equipa que ambiciona ganhar a liga italiana. Não faltam adjetivos para qualificar a Fiorentina", referiu.

Ainda assim, Sá Pinto disse que o Belenenses "vai tentar contrariar o favoritismo" da formação de Florença, esperando igualmente que os italianos não "tenham um dia como tiveram frente ao Inter de Milão".

Por outro lado, o treinador dos 'azuis' comentou o reencontro com Paulo Sousa, atual timoneiro da Fiorentina e antigo companheiro na seleção nacional.

"Somos muito amigos, jogámos juntos na seleção e desejo-lhe muitas felicidades na liga italiana e na Liga Europa, menos nos jogos contra nós", concluiu.

Já Gonçalo Brandão afirmou que "a Fiorentina dispensa apresentações", considerando que o emblema ?viola' é o principal candidato a vencer o grupo I e "um dos favoritos a vencer a Liga Europa".

"Será o jogo mais difícil que teremos nesta fase de grupos. Sabemos que é uma equipa fortíssima, coletiva e individualmente, gosta de ter a bola e está motivada. A Fiorentina é forte em todas as fases do jogo", disse o central, que alinhou em Itália, entre 2008 e 2013.

Belenenses e Fiorentina jogam na quinta-feira, a partir das 18:00, no Estádio do Restelo, em Lisboa, numa partida que será dirigida pelo macedónio Aleksandar Stavrev.

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC