sicnot

Perfil

Liga Europa

Liga Europa

Liga Europa 2015/2016

Fenerbahçe, de Vítor Pereira, vence Lokomotiv Moscovo na Liga Europa

O Fenerbahçe, de Vítor Pereira, deu esta terça-feira um importante passo rumo aos oitavos de final da Liga Europa de futebol, ao vencer o Lokomotiv Moscovo por 2-0, em jogo da primeira mão disputado em Istambul.

O ex-portista Souza decidiu o jogo com golos aos 18 e 72 minutos.

O ex-portista Souza decidiu o jogo com golos aos 18 e 72 minutos.

TOLGA BOZOGLU / Lusa

O ex-portista Souza decidiu o jogo com golos aos 18 e 72 minutos, o primeiro com cabeceamento potente na pequena área e depois ao segundo poste a rematar, sem oposição, nas costas da defesa.

Apesar de ser resultado positivo, a verdade é que o Fenerbahçe podia ter resolvido já a eliminatória, já que foram muitas as oportunidades desperdiçadas, a última das quais em cabeceamento de Fernandão (90+4), que o guarda-redes defendeu e a bola acabou por ressaltar na trave.

O Lokomotiv Moscovo atravessa a interrupção de interno do campeonato da Rússia, um dos motivos que ajuda a explicar a falta de ritmo competitivo.

Vítor Pereira teve em campo Bruno Alves e Nani, bem como os brasileiros ex-portistas Fabiano e Souza, enquanto no Lokomotiv Moscovo alinhou o também internacional português Manuel Fernandes.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.