sicnot

Perfil

Manoel de Oliveira

Manoel de Oliveira tinha 106 anos e trabalhou até ao fim

Manoel de Oliveira tinha 106 anos e trabalhou até ao fim

Era o mais velho realizador do mundo em atividade. Manoel de Oliveira estreou o último filme, "O Velho do Restelo", há poucos meses. Um homem notável que atravessou todo o Século XX.

  • A vida de Manoel de Oliveira

    Infografias

    Desde criança que Manoel de Oliveira sentiu enorme fascínio pelo cinema. O pai levava-o em miúdo a assistir às primeiras obras da sétima arte. A sua vida é pontuada por períodos de paragem na produção cinematográfica, nas décadas de 1940 e 1950 foram muitos os projetos que ficaram na gaveta. Contou com a ajuda da família para manter a chama acesa e continuar a produzir os seus filmes até, mais tarde, ter o reconhecimento que lhe permitiu uma atividade regular. Mas da sua vida fazem parte outras paixões, como a do desporto, que o tornou popular durante a sua juventude. Momentos que marcam a vida do realizador mais velho do Mundo.

  • Longas-metragens

    Infografias

    Manoel de Oliveira realizou mais de três dezenas de longas-metragens. Um dos filmes, rodado em 1982, só poderá ser mostrado publicamente após a sua morte. Visitas ou Memórias e Confissões foi feito quando o cineasta tinha 74 anos, numa altura em que se pensava que a sua carreira não demoraria muito a terminar. Afinal após essa data a sua produção tornou-se mais regular e intensa.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.