sicnot

Perfil

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Chefe de Estado moçambicano na posse de Marcelo

O chefe de Estado de Moçambique, Filipe Nyusi, assiste na quarta-feira em Lisboa à posse do novo homólogo português, Marcelo Rebelo de Rebelo de Sousa, adianta um comunicado da Presidência moçambicana enviado hoje à Lusa.

© Carlo Allegri / Reuters

Filipe Nyusi viaja para Lisboa acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, segundo o comunicado.

Esta é a segunda deslocação a Portugal do Presidente moçambicano em menos de um ano, após ter realizado em julho de 2015 uma visita de Estado, a primeira do seu mandato fora do continente africano .

Nyusi tomou posse a 15 de janeiro de 2015 e o Presidente português, Aníbal Cavaco Silva, foi o único chefe de Estado não africano presente na cerimónia, acompanhado pelo então vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Na sequência das presidenciais, a 24 de janeiro, o Presidente moçambicano felicitou Marcelo Rebelo de Sousa pela sua eleição e declarou "total disponibilidade" para que ambos trabalhem no aprofundamento das relações entre os dois países.

"Manifesto a minha total disponibilidade para trabalhar consigo, de modo a que as relações entre a República de Moçambique e a República Portuguesa continuem a consolidar-se para o progresso económico e social dos nossos povos e países", declarou Filipe Nyusi na mensagem enviada a Marcelo Rebelo de Sousa.

Expressando "grande satisfação" pelo resultado das presidenciais e "votos de muitos sucessos" no mandato de Marcelo Rebelo de Sousa, o chefe de Estado moçambicano disse estar convicto de que, com esta eleição, "os laços de amizade que, desde sempre, unem os dois povos e países continuarão a ser fortalecidos e aprofundados".

Para Filipe Nyusi, a parceria histórica entre os dois países tem sido testemunhada por "excelentes relações de amizade, solidariedade e cooperação e por progressos assinaláveis na esfera económica", salientando o aumento do investimento português em Moçambique.

Em entrevista à agência Lusa, antecedendo uma visita a Maputo no início de dezembro, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que, caso fosse eleito, esperava contribuir para "um entendimento natural" nas relações com Moçambique, país que classificou como a sua "segunda pátria".

"Quaisquer que sejam as funções que assumirei no futuro, está presente em Moçambique um tratamento privilegiado, um carinho especial e um entendimento natural que passa por muita gente moçambicana, muita dela responsável, e pelo estreitamento de relações entre países, instituições, economias, culturas e universidades", declarou o então candidato presidencial.

O ex-comentador político participou em dezembro no primeiro Fórum Social e Económico de Moçambique (Mozefo), realizado na capital moçambicana, onde viveu parte da sua juventude quando o seu pai, Baltazar Rebelo de Sousa, era governador-geral da antiga colónia portuguesa.

Além de Filipe Nyusi, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, também estará em Lisboa para participar na cerimónia de tomada de posse de, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou a 01 de março o porta-voz do executivo comunitário.

O Presidente eleito vai jurar a Constituição original de 1976, perante 550 convidados no parlamento decorado com cerca de duas mil rosas com as cores da bandeira nacional.

Marcelo Rebelo de Sousa, ex-líder do PSD e comentador político, venceu as eleições de 24 de janeiro com 52% dos votos, tornando-se o quinto Presidente da República portuguesa desde o 25 de Abril de 1974, numas eleições em que se registou uma abstenção de 51%.

Lusa

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.