sicnot

Perfil

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo Rebelo de Sousa toma hoje posse como Presidente da República

Perante mais de 500 convidados, Marcelo Rebelo de Sousa toma hoje posse como Presidente da República, jurando a Constituição de 1976 numa Assembleia da República decorada com cerca de duas mil rosas com as cores da bandeira nacional

Marcelo Rebelo de Sousa, futuro Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa, futuro Presidente da República.

M\303\201RIO CRUZ

Com o trânsito nas imediações do Palácio de São Bento sujeito a restrições desde terça-feira, toda a Assembleia da República vai estar mobilizada para o acontecimento.

Contudo, no exterior só a partir das 08:45 se começará a 'desenhar' o cerimonial, com um batalhão, representando os três ramos das Forças Armadas, com estandarte, banda e fanfarra, a prestar a Guarda de Honra.

Às 09:00, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, abrirá a sessão, suspendendo-a logo de seguida para receber o Presidente eleito, Marcelo Rebelo de Sousa, o ainda Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e os convidados, que começarão a chegar ao parlamento a partir das 09:05. Entre as "altas entidades estrangeiras" esperadas está o rei de Espanha, Felipe VI, e o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, bem como o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Pelas 10:00, na tribuna da Presidência da sala das sessões, Ferro Rodrigues ficará ladeado, à direita, pelo Presidente da República e à esquerda, pelo Presidente da República eleito, e irá declarar a reabertura da sessão.

Depois, Marcelo Rebelo de Sousa irá levantar-se e, perante os restantes membros da mesa e a assistência de pé, prestará juramento sobre a Constituição original de 1976, datilografada e encadernada a vermelho com letras douradas.

Será, então, ouvida uma salva de 21 tiros de artilharia naval e a Banda da Guarda Nacional Republicana, formada nos Passos Perdidos, executará o Hino Nacional, que será escutado pela assistência de pé.

Seguidamente, o novo Presidente da República ocupará o lugar à direita do Presidente da Assembleia da República e o Presidente da República cessante toma o lugar à esquerda.

Ferro Rodrigues usará depois da palavra, seguindo-se o discurso do Presidente da República.

No final da cerimónia, Cavaco Silva despede-se, seguindo depois o cortejo para o Salão Nobre, onde o Presidente da República receberá cumprimentos.

Da Assembleia da República, Marcelo Rebelo de Sousa seguirá para o Mosteiro dos Jerónimos onde fará a deposição de flores nos túmulos de Luís de Camões e Vasco da Gama.

O novo Presidente da República entrará, de seguida, pela primeira vez nessa qualidade no Palácio de Belém. Na Presidência da República Marcelo terá um almoço com um conjunto de individualidades, entre as quais os chefes de Estado estrangeiros presentes.

Segue-se uma celebração ecuménica com representantes de confissões religiosas e associações cívicas que decorrerá na Mesquita central de Lisboa.

Às 18:20, no Palácio Nacional da Ajuda, Marcelo Rebelo de Sousa irá condecorar Cavaco Silva com as insígnias do Grande Colar da Ordem da Liberdade, seguindo-se a tradicional receção no mesmo local.

À noite, o novo chefe de Estado assistirá a um espetáculo musical na praça do Município dedicado à juventude.

Na quinta-feira, decorrerá a receção ao corpo diplomático no Palácio da Ajuda e, na sexta-feira, uma visita ao Porto encerrará o programa das cerimónias de tomada de posse do Presidente da República.

Lusa

  • Santana Lopes confirma buscas na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
    1:26

    País

    Pedro Santana Lopes confirmou esta quarta-feira a realização de buscas por parte da polícia judiária à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O provedor da Santa Casa disse aos jornalistas que o processo está relacionado com suspeitas em compras efetuadas pela Misericórdia, situação que há dois anos já tinha sido objeto de inquérito interno.

  • Oposição aproveita debate quinzenal para questões sobre a CGD
    2:35

    Caso CGD

    A oposição aproveitou o debate quinzenal para questionar o primeiro-ministro sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos. O CDS exigiu provas de António Costa para afirmar que as contas do banco foram maquilhadas e o PSD perguntou ao primeiro-ministro se não estranha a demissão de António Domingues quando este apresentou a declaração de rendimentos.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.