sicnot

Perfil

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Marcelo sucede a Cavaco

Ramalho Eanes diz que Marcelo pode contar com a sua "colaboração e lealdade"

O antigo Presidente da República António Ramalho Eanes, afirmou hoje que Marcelo Rebelo de Sousa pode contar com a sua "colaboração e lealdade", mostrando-se convicto que o atual chefe de Estado irá ajudar Portugal a ser mais feliz.

"O senhor Presidente eleito a partir de hoje é o meu Presidente, pode contar com toda a minha colaboração e lealdade, e desejo-lhe as melhores felicidades pessoais", afirmou o antigo chefe de Estado à saída do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.

Interpelado pelos jornalistas à saída do local onde decorreu a cerimónia de condecoração com o Grande Colar da Ordem da Liberdade do Presidente cessante, Cavaco Silva, pelo chefe de Estado hoje empossado, Marcelo Rebelo de Sousa, Ramalho Eanes começou por afirmar que "por princípio estabelecido há já muito tempo" escusa-se a "fazer observações, comentários, sobre cerimónias, sobre os discursos, sobre a ação dos Presidentes" que o sucederam.

Apesar disso, o antigo Presidente da República disse estar "convencido que [...] ele vai ajudar o país a ser mais feliz e os portugueses a serem mais prósperos".

Eleito a 24 de janeiro com 52% dos votos, Marcelo Rebelo de Sousa, 67 anos, tomou hoje posse como Presidente da República, pelas 10:10, depois de jurar cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa.

No seu primeiro discurso, o novo chefe de Estado prometeu ser o Presidente de "todos sem exceção", do princípio ao fim do mandato, sem querer ser mais do que a Constituição permite ou aceitar menos do que a Lei Fundamental impõe.

Marcelo reconheceu que Portugal tem pela frente "tempos e desafios difíceis", considerando que é necessário sair do clima de crise e ir mais longe na qualidade da educação, saúde, justiça e do próprio sistema político.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.