sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Eurodeputados socialistas consideram Mário Soares a figura maior do socialismo democrático

Aos 92 anos, era dono de um percurso político invejável que o consagrou como figura de proa do Portugal livre. Morreu este sábado.

Francisco Seco / AP

A Delegação do Partido Socialista no Parlamento Europeu considera Mário Soares, este sábado falecido aos 92 anos, a figura maior do socialismo democrático e da social-democracia em Portugal e um dos mais prestigiados políticos europeus e mundiais.

"Mário Soares foi a figura maior do socialismo democrático e da social-democracia em Portugal e um dos mais prestigiados políticos europeus e mundiais. Paladino da liberdade, entre as múltiplas e relevantes funções que desempenhou esteve a de membro do Parlamento Europeu eleito pelo Partido Socialista, o seu partido de sempre", refere uma nota dos eurodeputados socialistas.

Na mensagem, assinada pelo eurodeputado Carlos Zorrinho, a Delegação do Partido Socialista no Parlamento Europeu presta ainda "uma calorosa e sentida homenagem ao grande vulto político (agora desaparecido) e envia à sua família as mais sentidas condolências".

Mário Soares, que além de Presidente da República, foi fundador e líder do PS, assim como ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro, morreu hoje, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internado desde 13 de dezembro de 2016.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Míssil lançado do Iémen intercetado perto de Meca

    Mundo

    Um míssil balístico lançado pelos rebeldes xiitas do Iémen foi intercetado, quinta-feira à noite, perto de Meca, na Arábia Saudita, a um mês da peregrinação muçulmana anual do hajj, anunciou a coligação árabe que intervém no Iémen.