sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Presidente do Sporting lamenta morte de Mário Soares

MANUEL DE ALMEIDA

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, lamentou hoje a morte de Mário Soares, observando que o antigo Presidente da República e primeiro-ministro foi um dos homens a quem Portugal deve a conquista da democracia.

"Morreu Mário Soares, ex-Presidente da República, ex-primeiro-ministro e um dos homens a quem devemos a conquista da nossa democracia. Com todos os seus defeitos e virtudes - era um ser humano como todos nós - não deixou de ser um estadista", indica o Facebook oficial de Bruno de Carvalho.

O presidente do Sporting enviou condolências à família de Mário Soares, nas pessoas de Mário Barroso e Eduardo Barroso, que foi presidente da Mesa da Assembleia-Geral do clube lisboeta, na sequência das eleições anteriores, em que Bruno de Carvalho perdeu a corrida à presidência para Godinho Lopes.

Mário Soares, que foi ainda fundador e líder do PS, assim como ministro dos Negócios Estrangeiros, morreu hoje, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internado desde 13 de dezembro de 2016.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.