sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Últimas aparições públicas de Mário Soares

Últimas aparições públicas de Mário Soares

No último ano foram raras as aparições públicas de Mário Soares. Mas este verão, o ex-Presidente da República ainda participou em duas homenagens. A última aparição pública foi em setembro, numa homenagem a Maria Barroso. Em Julho, Soares foi homenageado em São Bento pelos 40 anos do 1º Governo Constitucional, uma cerimónia na qual também discursaram o primeiro-ministro, António Costa, e o antigo chefe de Governo, Francisco Pinto Balsemão.

  • As últimas batalhas políticas de Mário Soares
    3:19

    Mário Soares 1924-2017

    Nos últimos anos, foram vários as ocasiões em que Mário Soares não se inibiu de assumir publicamente posições políticas controversas. Foi um dos principais críticos do anterior Governo e do ex-Presidente da República, não escondeu a desilusão com a liderança socialista de António José Seguro e foi um dos grandes apoiantes de António Costa nas primárias do PS. Mário Soares foi também um dos principais defensores de José Sócrates.

  • O regresso de Soares a Portugal após o 25 de abril
    3:46

    Mário Soares 1924-2017

    Por força das circunstâncias, Mário Soares assistiu fora de Portugal ao Movimento dos Capitães de Abril. Três dias depois da revolução, regressou ao país novo, envolto num banho de multidão que o acolheu vindo de Paris. Era o início de um longo e inédito protagonismo no Portugal democrático.

  • Soares e a fundação do PS
    2:35

    Mário Soares 1924-2017

    Mário Soares foi o primeiro secretário-geral do Partido Socialista. Fundada em 1973, a nova força partidária viria a dar cartas no Portugal de antes e pós-25 de Abril. Um ano antes da Revolução dos Cravos, e sob a égide de Soares, o PS foi dos principais contestatários da visita que Marcello Caetano efetuou a Londres. O líder recém-eleito esteve entre os manifestantes que protestaram frente à embaixada de Portugal na capital britânica.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.