sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Curiosos e funcionários do Palácio de Belém acompanharam passagem do cortejo fúnebre

LUSA

Algumas dezenas de pessoas aplaudiram a breve passagem do cortejo fúnebre de Mário Soares frente ao Palácio de Belém, em Lisboa, onde também alguns funcionários assistiram ao momento pelas varandas.

Cerca das 14:20, o cortejo fúnebre, que havia saído do Mosteiro dos Jerónimos cerca de cinco minutos antes, passou em frente ao edifício cor-de-rosa de Belém.

Ali estiveram militares da GNR e, nas varandas do Palácio, que foi morada de Mário Soares durante os anos de mandato como Presidente da República, estiveram alguns funcionários.

No exterior, alguns curiosos quiseram ver passar o cortejo, empunhando telemóveis para registar o momento.

A urna segue agora para o Cemitério dos Prazeres, onde se irá realizar o funeral às 15:30.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

O Governo português decretou três dias de luto nacional, até quarta-feira.

Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares, advogado, combateu a ditadura do Estado Novo e foi fundador e primeiro líder do PS.

Após a revolução do 25 de Abril de 1974, regressou do exílio em França e foi ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, tendo pedido a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e assinado o respetivo tratado, em 1985.

Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.