sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Ferro Rodrigues evoca "militante número 1" da democracia portuguesa

LUSA

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, definiu hoje Mário Soares como "o militante número 1" da democracia portuguesa, um homem entre os "imprescindíveis", que "pôs sempre Portugal em primeiro lugar".

"Mais do que militante número 1 do PS, foi o militante número 1 da nossa democracia", afirmou Ferro Rodrigues na sua intervenção na solenidade evocativa da memória de Mário Soares, inserida nas cerimónias fúnebres de Estado, que decorrem nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Ferro Rodrigues descreveu o antigo primeiro-ministro e Presidente da República, falecido no sábado, como alguém que "tinha a visão dos grandes estadistas e a intuição dos grandes políticos" e "pôs sempre Portugal em primeiro lugar".

"Tinha uma sintonia impressionante com o povo português. Os portugueses conheciam-no e ele conhecia bem Portugal e os portugueses", afirmou.

Citando o dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht, o presidente do parlamento colocou Soares entre os imprescindíveis: "Há homens que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, e há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis", citou.

"Mário Soares lutou até ao fim", sublinhou Ferro Rodrigues

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.