sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Pelo menos 50 mortos e mais de 53 feridos em tiroteio em Orlando

Subiu para 50 o número de mortos do tiroteio desta madrugada, em Orlando, nos Estados Unidos. Outras 53 pessoas estão feridas.

© Steve Nesius / Reuters

© Steve Nesius / Reuters

© Kevin Kolczynski / Reuters

Entretanto, também terá sido identificado o suspeito. Trata-se de Omar Saddiqui Matee. Tinha 27 anos, e nasceu na localidade de Port St Lucie, na Flórida.

De acordo com a CNN, o suspeito tem nacionalidade norte-americana, mas a família será afegã. O FBI está a classificar o tiroteio como um ataque terrorista e acredita que o suspeito teria uma inclinação para o extremismo islâmico.

No entanto, ainda se mantêm as investigações para saber se houve intervenção internacional. Barack Obama já pediu ao Governo Federal que forneça todo o apoio às autoridades de Orlando.

Recorde-se que o suspeito barricou-se numa discoteca durante a madrugada, fez reféns e durante um tiroteio morreram pelo menos 50 pessoas.

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".