sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Marcelo solidário com Obama devido a tiroteio em Orlando

O Presidente da República transmitiu hoje a Barack Obama a sua solidariedade, assim como dos portugueses, perante o tiroteio numa discoteca de Orlando, nos Estados Unidos, que causou 50 mortos.

ETIENNE LAURENT/POOL

"Assistimos, com profundo pesar, ao trágico atentado em Orlando, Flórida, que causou um número tão elevado de vítimas inocentes e que marcou todos os que partilham os valores da democracia, da promoção da paz e o respeito pelos Direitos do Homem", refere a mensagem enviada ao presidente dos Estados Unidos.

Marcelo Rebelo de Sousa transmitiu ao presidente norte-americano a "solidariedade nacional perante tão dramático acontecimento" e as "mais sentidas condolências".

Na madrugada de domingo, um homem identificado como Omar Mateen, cidadãos norte-americano de origem afegã, entrou na discoteca Pulse, em Orlando, na Florida, e abriu fogo contra os clientes, causando 50 mortos e 53 feridos.

O tiroteio está a ser investigado pelas autoridades norte-americanas como um ato de terrorismo.


Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão