sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Pai de atirador de Orlando diz que "compete a Deus punir os homossexuais"

Pai de atirador de Orlando diz que "compete a Deus punir os homossexuais"

O pai do autor do ataque em Orlando, nos EUA, diz que o filho era uma boa pessoa. Numa breve declaração, Seddique Mateen diz não perceber o que se passou. Omar Mateen matou 49 pessoas numa discoteca gay, este sábado, antes de ter sido morto pela polícia.

Num vídeo divulgado hoje na rede social Facebook, Seddique Mateen refere estar triste pelo massacre que provocou 49 mortos numa discoteca principalmente destinada a homossexuais, e descreveu Omar Mateen como um "filho bom e educado".

"Estou profundamente triste e transmiti isso ao povo da América", declarou no vídeo de cerca de três minutos, em dari, o principal idioma falado no Afeganistão, mostrando-se incrédulo que o filho tenha efetuado o tiroteio durante o mês santo do ramadão.

"Compete a Deus punir os homossexuais. Não aos servos", defendeu o afegão que habita nos EUA, sentado em frente de uma bandeira do seu país natal.

Seddique Mateen é uma celebridade nos círculos políticos afegãos, através de um programa de televisão em que expressa opiniões, apresentando-se, por vezes, com vestuário militar.

Num dos seus vídeos, sentado como estadista, em frente a uma bandeira, louva os talibans como os seus "irmãos guerreiros".

As autoridades afegãs optam por algum distanciamento da família Mateen, dizendo não saber quando o pai deixou o país de origem.

"O que podemos dizer é que ele é um cidadão norte-americano de origem afegã. Vive nos EUA há décadas e é tudo o que sabemos pelos media", disse à AFP uma fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, que pediu anonimato.

O movimento extremista Estado Islâmico reclamou a iniciativa do tiroteio, dizendo numa informação transmitida pela radio que foi realizado por "um dos soldados do califado".

Na madrugada de domingo, um homem identificado como Omar Mateen, cidadãos norte-americano de origem afegã, entrou na discoteca Pulse, em Orlando, na Florida, e abriu fogo contra os clientes, causando 49 mortos e 53 feridos.

O presidente dos EUA, Barack Obama, referiu que o FBI está a investigar o caso como "um ato de terrorismo".

Com Lusa

  • Cristas acusa Costa de mentir sobre acordo da concertação social
    3:01

    Economia

    A presidente do CDS acusou esta terça-feira o primeiro-ministro de mentir no debate quinzenal, ao dizer que o acordo da concertação social já estava assinado. Foi o momento mais aceso, com Assunção Cristas a dizer que António Costa não tem condições para chefiar o Governo.

  • Trump prestará juramento com a duas bíblias

    Mundo

    Donald Trump prestará juramento, na próxima sexta-feira, como o 45.º Presidente dos Estados Unidos, usando duas Bíblias - a sua, oferecida pela sua mãe, e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.

  • Esta foto pode salvar a sua vida

    Mundo

    Podemos até estar familiarizados com os sinais do cancro da mama, mas quando se trata de identificar sintomas visuais nos nossos próprios seios, já não é tão fácil. Por isto, uma designer resolveu mostrar como descobrir sinais através de uma ajuda improvável: limões.

    Rita Ferro Alvim