sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Atirador de Orlando mostrou "tranquilidade assustadora" a falar com o FBI

O autor do massacre na discoteca de Orlando, Florida, afirmou ser um "soldado islâmico" e mostrou uma "tranquilidade assustadora" nas conversas com a polícia na noite do ataque, referiu hoje a polícia federal norte-americana (FBI).

Omar Mateen

Omar Mateen

ap

"Estou em Orlando e fui eu que disparei", afirmou Omar Mateen às 02:35 locais, reivindicando o ataque, que provocou 49 mortos, segundo a sequência dos eventos divulgados pelo FBI.

Omar Mateen manteve três conversas com um negociador da polícia. A última, com a duração de três minutos, ocorreu às 03:24 locais, segundo o FBI.

O assassino apresentou-se ao telefone como um "soldado islâmico" e disse ser leal ao líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi.

"O assassino fez as declarações de uma forma tranquila e assustadora", afirmou, em conferência de imprensa, o agente do FBI Ron Hooper.

Omar Mateen exigiu ao negociador do FBI que os Estados Unidos parassem de bombardear o Iraque e a Síria, sublinhando que existiam carros armadilhados que podiam explodir caso a polícia fizesse "algo estúpido".

Omar Mateen também disse que estava a utilizar um colete com explosivos como os "utilizados em França" e advertiu que nos próximo dias iriam ocorrer mais ataques.

Com Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.