sicnot

Perfil

Mercado de transferências

Mercado de transferências

Mercado de transferências

Manchester United oficializa contratação de Lukaku

Lucy Nicholson

O Manchester United, treinado por José Mourinho, oficializou esta segunda-feira a contratação do internacional belga Romelu Lukaku ao Everton, com o futebolista a assinar um contrato válido para as próximas cinco épocas.

O acordo já tinha sido anunciado no sábado, mas só hoje é que o internacional belga fez os necessários exames médicos para oficializar a transferência.

Segundo a imprensa inglesa, o negócio concretizou-se por uma verba a rondar os 97 milhões de euros, colocando o atleta entre as mais caras transferências de sempre do futebol mundial e a segunda do Manchester United, atrás do francês Paul Pogba.

Ao sítio oficial dos red devils na Internet, o internacional belga, de 24 anos, aproveitou para agradecer aos adeptos do Everton "as últimas quatro temporadas maravilhosas", mas explicou que ingressar no United de Mourinho era "a oportunidade de uma vida".

"Quando o Manchester United e José Mourinho nos batem à porta, é a oportunidade de uma vida e uma que não pude recusar. Conseguias ver a luta, a determinação e o espírito nesta equipa durante a final da Liga Europa (ganha ao Ajax, 2-0), e eu quero fazer parte disso", acrescentou o avançado.

Já Mourinho considerou Lukaku "uma grande adição ao grupo", por "ter uma grande personalidade e ser um grande jogador", o que faz dele "uma solução natural para o clube".

Formado no Anderlecht, chegou a Inglaterra em 2011 para representar o Chelsea, mas deixou os londrinos em 2014, quando o Chelsea era treinado pela segunda vez por José Mourinho.

Na altura, o Everton, por quem marcou 25 golos na última época, tinha pagado aos 'blues' 32 milhões de euros.

O avançado é a segunda contratação confirmada do United, que em 2016/17 terminou a Premier League em sexto e venceu a Liga Europa e a Taça da Liga, depois do sueco Victor Lindelof, ex-Benfica.

Lusa

  • Encontrados destroços do avião que caiu no Irão

    Mundo

    As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

  • 2,6 milhões de bebés morrem antes de completar um mês

    Mundo

    Os recém-nascidos no Paquistão, República Centro-Africana e Afeganistão são os que têm menor probabilidade de sobreviver, de acordo com um relatório da Unicef que revela que todos os anos 2,6 milhões de crianças morrem antes de completar um mês. Sobretudo nos países mais pobres do mundo, o número de mortes de recém-nascidos a nível global mantém-se assustadoramente elevado.

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC