sicnot

Perfil

Rumo ao Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Argentina empata no Peru e é alcançada por Colômbia e Equador

© Reuters

A Argentina foi quinta-feira alcançada pela Colômbia e pelo Equador no terceiro lugar da zona sul-americana de apuramento para o Mundial de futebol de 2018, ao ficar-se por uma igualdade a dois golos no Peru.

A formação albi-celeste esteve duas vezes a vencer, com tentos de Ramiro Funes Mori, aos 16 minutos, e Gonzalo Higuaín, aos 77, mas os anfitriões responderam, por Paolo Guerrero, aos 58, e Christian Cueva, de grande penalidade, aos 84.

Os vice-campeões mundiais em título passaram a contar 16 pontos, seguindo a três do líder Uruguai, a dois do Brasil e com os mesmos de colombianos e equatorianos, quatro seleções que venceram os seus jogos da nona ronda.

Sem Lionel Messi, que se encontra lesionado, a Argentina apenas venceu um de seis jogos de qualificação (somou mais quatro empates e uma derrota), sendo que, com o capitão em campo, ganhou os três disputados.

Com o desaire dos argentinos, o Brasil isolou-se no segundo lugar, já que goleou em casa a Bolívia por 5-0, com Neymar, uma vez mais, em destaque.

O avançado do FC Barcelona, de 24 anos, abriu a contagem, aos 11 minutos, naquele que foi o seu 49.º golo em 73 jogos pelo escrete, e ofereceu o terceiro, a Filipe Luis, aos 39, e o quarto, a Gabriel Jesus, aos 44.

Neymar, que viu um amarelo e falhará o embate de terça-feira na Venezuela, isolou-se como quarto melhor marcador da seleção brasileira, deixando para trás Zico e seguindo apenas atrás de Pelé (77 golos), Ronaldo (62) e Romário (55).

Em Natal, Philippe Coutinho marcou, a passe de Giuliano, o outro tento da primeira parte, aos 26 minutos, e, aos 75, apontou o canto que possibilitou ao suplente Roberto Firmino selar o quinto, de cabeça.

O Brasil, de Tite, passou a somar 18 pontos, mantendo-se a um do líder Uruguai, que bateu em casa a lanterna-vermelha Venezuela por 3-0.

Nicolás Lodeiro, aos 29 minutos, e Edinson Cavani, aos 46 e 79, para um total de sete na qualificação, selaram o sexto triunfo, em nove jogos, dos uruguaios, que mantiveram o pleno de vitórias em casa, com 14-0 em golos, em cinco jogos.

Nos anfitriões, o central leonino Coates jogou os 90 minutos, enquanto o também defesa Sema Valázquez, do Arouca, entrou aos 66 nos venezuelanos, um minuto depois de Oswaldo Vizcarrondo ter sido expulso, por acumulação de amarelos.

A três pontos do líder e agora em igualdade com a Argentina, seguem o Equador, vencedor na receção ao bicampeão sul-americano em título Chile por 3-0, depois de quatro jogos sem ganhar (um empate e três derrotas), e a Colômbia, que ganhou (1-0) fora ao Paraguai com um tento nos descontos.

A seleção equatoriana retomou o caminho dos triunfos, quatro nos quatro primeiros jogos, apoiado numa grande atuação do red devil Jose Antonio Valencia, que marcou o primeiro golo (19 minutos) e esteva na origem dos outros, obra de Cristian Ramírez (23) e do ex-leão Felipe Caicedo (46).

Em Assunção, o suplente Edwin Cardona, entrado aos 77 minutos, com o 10 do ausente James Rodríguez, foi o herói dos colombianos, aos marcar aos 90+1 minutos, depois de duas tabelas com Carlos Bacca.

O Paraguai manteve-se no sexto lugar, com 12 pontos, mais um do que o dececionante Chile, que é sétimo. Seguem-se o Peru, com oito, a Bolívia, com sete, e a Venezuela, com dois.

Na América do Sul, os quatro primeiros qualificam-se diretamente para o Campeonato do Mundo de 2018, que se realiza na Rússia, e o quinto classificado disputa um play-off, a duas mãos, com vencedor da Oceânia.

Lusa

  • José Eduardo dos Santos há 38 anos no poder
    2:42

    Mundo

    José Eduardo dos Santos foi o segundo Presidente com mais tempo de liderança a nível mundial, quase 38 anos. Este ano, anunciou que não voltaria a concorrer às eleições, mas mantêm-se, por enquanto, como presidente do MPLA. No dia em que os angolanos foram às urnas para escolher o seu sucessor, apresentamos a vida de José Eduardo dos Santos.

  • Novo SUV da Volkswagen produzido na Autoeuropa
    1:09

    Economia

    A Volkswagen apresentou esta quarta-feira o T-ROC, o novo SUV da marca alemã, que vai chegar ao mercado em novembro. O SUV, mais pequeno do que o habitual, está a ser produzido na Autoeuropa, em Portugal.