sicnot

Perfil

Mundial 2018

Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Estados Unidos empatam no México na corrida ao Mundial 2018

JORGE NUNEZ

Os Estados Unidos conquistaram, no domingo, um empate a um golo no reduto do líder México, somando um precioso ponto na zona CONCACAF de apuramento para o Mundial de futebol de 2018.

No Estádio Azteca, perante mais de 80.000 espetadores, os norte-americanos adiantaram-se logo aos seis minutos, por intermédio de Michael Bradley, que intercetou um passe de Javier Hernández e fez, de muito longe, um 'chapéu' a Ochoa.

Ainda na primeira parte, aos 23 minutos, os anfitriões restabeleceram a igualdade, com um golo de Carlos Vela, que fletiu da direita para o centro e, ainda de fora da área, marcou com um colocado remate de pé esquerdo.

Na formação da casa, o médio portista Herrera jogou os 90 minutos, tal como o central Diego Reyes, que em 2016/17 jogou no Espanyol por empréstimo dos 'dragões', enquanto que o benfiquista Raúl Jiménez foi suplente não utilizado.

Com este empate, o México reforçou a liderança da zona CONCACAF, com 14 pontos, mais seis do que os Estados Unidos, que igualaram a Costa Rica, anfitriã na terça-feira da lanterna-vermelha Trindade e Tobago (três pontos).

O Panamá, que segue no quarto lugar, com seis pontos, recebe também na terça-feira as Honduras, seleção que segue no quinto posto, com quatro.

Os três primeiros classificados da fase final da zona CONCACAF qualificam-se diretamente para o Mundial de 2018, realizado na Rússia, enquanto o quarto disputa um 'play-off' intercontinental com o quinto classificado da Ásia.

Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49