sicnot

Perfil

Rumo ao Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Últimas nove vagas para o Mundial 2018, seis em play-off

Moises Castillo

As nove últimas vagas para o Mundial 2018 de futebol decidem-se nos próximos dias, com os play-offs europeu e intercontinental e as derradeiras jornadas no apuramento africano a fecharem o quadro de 32 apurados para o torneio da Rússia.

Na Europa, a eliminatória entre Itália e Suécia centra as atenções, com os tetracampeões mundiais a tentarem a 19.ª presença na fase final e 15.ª consecutiva, enquanto a Suécia procura regressar à competição 12 anos depois, disputando pela segunda vez consecutiva o 'play-off', depois de ter sido eliminado por Portugal há quatro anos.

No confronto direto entre duas equipas que nunca se tinham encontrado num apuramento para um Mundial, a Itália, que só falhou a fase final em 1930 e 1958, leva ligeira vantagem nos encontros oficiais, com cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Depois de ter sido segunda no Grupo B, atrás de Portugal, a Suíça, que apenas perdeu um encontro na qualificação, o último, na Luz (0-2), procura a quarta presença consecutiva em Mundiais, e 11.ª da sua história, mas terá de ultrapassar a Irlanda do Norte, que tenta regressa 32 anos depois.

Num confronto que não terá adeptos visitantes, por acordo das duas federações, a Croácia, em busca da quinta presença nas últimas seis edições, e a Grécia, que procura a quarta presença num Mundial e terceira seguida, defrontam-se numa eliminatória que se prevê equilibrada.

Na outra eliminatória europeia, a Dinamarca, que falhou o Mundial de 2014, encontra a República da Irlanda, ausente desde 2002.
Nos 'play-offs' intercontinentais, o Peru, representante da América do Sul e desde 1982 fora dos Mundiais, surge com favoritismo sobre a Nova Zelândia, representante da Oceânia, que procura repetir as presenças de 1982 e 2010.

Também da Oceânia, mas a competir na qualificação asiática, a Austrália procura a quarta presença consecutiva, frente às Honduras, quarta posicionada da zona de apuramento da América do Norte, Central e Caraíbas, que procuram a terceira.

Com Egito e Nigéria já apurados, em África disputam-se as três últimas vagas para o Mundial2018, com Marrocos e Costa do Marfim a defrontarem-se na última jornada do Grupo C, na qual os 'leões do Atlas' defendem um ponto de vantagem em Abidjan.

Com Cabo Verde ainda a ter ténues esperanças de conseguir um inédito apuramento, assim como todas as do Grupo D, o Senegal parte em vantagem para 'carimbar' a presença na Rússia, caso vença na África do Sul, num encontro de repetição, marcado para 10 de novembro, quatro dias antes da última ronda.

Com quatro jogos, o Senegal tem oito pontos, mais dois do que Burkina Faso e Cabo Verde, que se defrontam na sexta jornada, e quatro do que a África do Sul, também com dois encontros por disputar.

No Grupo A, a Tunísia está a apenas um ponto de regressar a um Mundial -- 12 anos depois de ter estado na Alemanha --, recebendo na última jornada a Líbia, última colocada da 'poule'. À espreita está a República Democrática do Congo, que tem de vencer a Guiné e esperar por uma derrota das 'águias de Cartago'.

O sorteio para a fase final do Mundial2018, no qual Portugal será cabeça de série, está marcado para 01 de dezembro, em São Petersburgo, na Rússia.

Programa do 'play-off' (horas de Lisboa):

Europa:
Primeira mão:
- Quinta-feira, 09 nov:
Irlanda do Norte -- Suíça, 19:45
Croácia -- Grécia, 19:45
- Sexta-feira, 10 nov:
Suécia -- Itália, 19:45
- Sábado, 11 nov:
Dinamarca -- Irlanda, 19:45
- Domingo, 12 nov:
Suíça -- Irlanda do Norte, 17:00
Grécia -- Croácia, 19:45
- Segunda-feira, 13 nov:
Itália -- Suécia, 19:45
- Terça-feira, 14 nov:
Irlanda -- Dinamarca, 19:45

Eliminatórias continentais:

Primeira mão:
- Sexta-feira, 10 nov:
Honduras -- Austrália, 16:00 (22:00 em Portugal continental)
- Sábado, 11 nov:
Nova Zelândia -- Peru, 16:15 (03:15)
- Quarta-feira, 15 nov:
Austrália -- Honduras, 20:00 (09:00)
Peru -- Nova Zelândia, 21:15 (02:15 de quinta-feira)

Com Lusa

  • O dia em que Marcelo apitou um jogo de futebol

    País

    Habituado a ajuizar os momentos de tensão entre Governo e oposição, Marcelo Rebelo de Sousa foi esta quarta-feira árbitro, literalmente. Tudo aconteceu num jogo de futebol entre crianças, durante a visita do Presidente da República a São Tomé e Príncipe.

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Débito direto: não deixe que lhe tirem centenas de euros da conta
    7:11
  • Mais de 300 mortos em bombardeamentos de Bashar a Ghouta
    3:08

    Mundo

    Nos últimos três dias morreram mais de 300 civis, incluindo crianças, em Ghouta Oriental, na Síria. Alemanha e França exigem uma trégua imediata para que sejam retirados os civis, e António Guterres pede um cessar fogo de um mês. Alertamos para a violência de algumas imagens.

  • Imprensa espanhola considera Rúben Semedo a pior contratação de sempre do Villarreal
    3:35

    Desporto

    Rúben Semedo vai esta quinta-feira ser ouvido por um juiz de instrução, que vai ditar as medidas de coação no caso em que o jogador é suspeito de roubo, agressões e posse ilegal de arma. O defesa português do Villarreal passa mais uma noite nas instalações da Guardia Civil, em Valência. Alguns media espanhóis chamam-lhe agora a pior contratação de sempre da história do clube.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Novos protestos na Florida contra a lei das armas
    2:12
  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.