sicnot

Perfil

Mundial 2018

Mundial 2018

Rumo ao Mundial 2018

Últimas nove vagas para o Mundial 2018, seis em play-off

Moises Castillo

As nove últimas vagas para o Mundial 2018 de futebol decidem-se nos próximos dias, com os play-offs europeu e intercontinental e as derradeiras jornadas no apuramento africano a fecharem o quadro de 32 apurados para o torneio da Rússia.

Na Europa, a eliminatória entre Itália e Suécia centra as atenções, com os tetracampeões mundiais a tentarem a 19.ª presença na fase final e 15.ª consecutiva, enquanto a Suécia procura regressar à competição 12 anos depois, disputando pela segunda vez consecutiva o 'play-off', depois de ter sido eliminado por Portugal há quatro anos.

No confronto direto entre duas equipas que nunca se tinham encontrado num apuramento para um Mundial, a Itália, que só falhou a fase final em 1930 e 1958, leva ligeira vantagem nos encontros oficiais, com cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Depois de ter sido segunda no Grupo B, atrás de Portugal, a Suíça, que apenas perdeu um encontro na qualificação, o último, na Luz (0-2), procura a quarta presença consecutiva em Mundiais, e 11.ª da sua história, mas terá de ultrapassar a Irlanda do Norte, que tenta regressa 32 anos depois.

Num confronto que não terá adeptos visitantes, por acordo das duas federações, a Croácia, em busca da quinta presença nas últimas seis edições, e a Grécia, que procura a quarta presença num Mundial e terceira seguida, defrontam-se numa eliminatória que se prevê equilibrada.

Na outra eliminatória europeia, a Dinamarca, que falhou o Mundial de 2014, encontra a República da Irlanda, ausente desde 2002.
Nos 'play-offs' intercontinentais, o Peru, representante da América do Sul e desde 1982 fora dos Mundiais, surge com favoritismo sobre a Nova Zelândia, representante da Oceânia, que procura repetir as presenças de 1982 e 2010.

Também da Oceânia, mas a competir na qualificação asiática, a Austrália procura a quarta presença consecutiva, frente às Honduras, quarta posicionada da zona de apuramento da América do Norte, Central e Caraíbas, que procuram a terceira.

Com Egito e Nigéria já apurados, em África disputam-se as três últimas vagas para o Mundial2018, com Marrocos e Costa do Marfim a defrontarem-se na última jornada do Grupo C, na qual os 'leões do Atlas' defendem um ponto de vantagem em Abidjan.

Com Cabo Verde ainda a ter ténues esperanças de conseguir um inédito apuramento, assim como todas as do Grupo D, o Senegal parte em vantagem para 'carimbar' a presença na Rússia, caso vença na África do Sul, num encontro de repetição, marcado para 10 de novembro, quatro dias antes da última ronda.

Com quatro jogos, o Senegal tem oito pontos, mais dois do que Burkina Faso e Cabo Verde, que se defrontam na sexta jornada, e quatro do que a África do Sul, também com dois encontros por disputar.

No Grupo A, a Tunísia está a apenas um ponto de regressar a um Mundial -- 12 anos depois de ter estado na Alemanha --, recebendo na última jornada a Líbia, última colocada da 'poule'. À espreita está a República Democrática do Congo, que tem de vencer a Guiné e esperar por uma derrota das 'águias de Cartago'.

O sorteio para a fase final do Mundial2018, no qual Portugal será cabeça de série, está marcado para 01 de dezembro, em São Petersburgo, na Rússia.

Programa do 'play-off' (horas de Lisboa):

Europa:
Primeira mão:
- Quinta-feira, 09 nov:
Irlanda do Norte -- Suíça, 19:45
Croácia -- Grécia, 19:45
- Sexta-feira, 10 nov:
Suécia -- Itália, 19:45
- Sábado, 11 nov:
Dinamarca -- Irlanda, 19:45
- Domingo, 12 nov:
Suíça -- Irlanda do Norte, 17:00
Grécia -- Croácia, 19:45
- Segunda-feira, 13 nov:
Itália -- Suécia, 19:45
- Terça-feira, 14 nov:
Irlanda -- Dinamarca, 19:45

Eliminatórias continentais:

Primeira mão:
- Sexta-feira, 10 nov:
Honduras -- Austrália, 16:00 (22:00 em Portugal continental)
- Sábado, 11 nov:
Nova Zelândia -- Peru, 16:15 (03:15)
- Quarta-feira, 15 nov:
Austrália -- Honduras, 20:00 (09:00)
Peru -- Nova Zelândia, 21:15 (02:15 de quinta-feira)

Com Lusa

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.