sicnot

Perfil

Nicolau Breyner 1940-2016

Nicolau Breyner 1940-2016

Nicolau Breyner 1940-2016

O Senhor contente

PERFIL

João Nicolau de Melo Breyner Lopes nasceu em Serpa, no Alentejo, a 30 de julho de 1940. Foi ator, produtor, realizador e apresentador de televisão, atividades que fizeram dele um verdadeiro precursor da indústria de fição televisiva em Portugal. Após o 25 de abril de 1974 teve o seu primeiro programa televisivo, Nicolau no País das Maravilhas, que tinha uma rábula chamada "Senhor feliz e senhor contente" que ainda hoje é reproduzida por muitos. Já na década de 80 foi co-autor da primeira novela portuguesa.

SIC

A infância foi passada em Serpa mas mais tarde acabaria por se mudar com a família para Lisboa, onde estudou canto e integrou o coro da Juventude Musical Portuguesa, enquanto estudava no Liceu Camões. Depois, entrou na Faculdade de Direito, mas acabou por optar pelo Conservatório Nacional, primeiro no curso de Canto e depois no de Teatro.

A estreia como ator dá-se quando ainda frequentava o Conservatório. Entra na peça Leonor Telle levada à cena pelo Teatro Nacional Popular, que ocupava então o Teatro da Trindade. Mas foi a interpretação de papéis cómicos que o tornaram conhecido do grande público, revelando-se um dos mais bem sucedidos atores da sua geração.

Em 2005 regressou ao teatro para interpretar o monólogo Esta Noite Choveu Prata, de Pedro Bloch, produzido por Sérgio de Azevedo.

Após o 25 de abril de 1974 teve o primeiro programa televisivo, Nicolau no País das Maravilha, que tinha uma rábula chamada Senhor feliz e senhor contente, onde Nicolau lançou Herman José.

Já na década de 1980 surge como ator e diretor de atores e co-autor do guião da primeira novela portuguesa, Vila Faia. Segue-se a fundação da NBP Produções, hoje Plural Entertainment, a sua própria produtora de televisão, onde será administrador, produtor e realizador, atividades que fazem dele um verdadeiro precursor da indústria de fição televisiva em Portugal.

Sem deixar de representar, concebeu as sitcoms Eu Show Nico e Euronico e participou como ator noutras tantas (Gente Fina é Outra Coisa; Nico D'Obra; Reformado e Mal Pago; Santos da Casa; Aqui não Há Quem Viva); além de diversas séries (O Espelho dos Acácios; Verão Quente; Conde D'Abranhos; A Ferreirinha; João Semana; Quando os Lobos Uivam, Pedro e Inês, Equador, Morangos com Açúcar, Barcelona, Cidade Neutral, Família Açoreana) e novelas (Fúria de Viver, Vingança, Flor do Mar, Meu Amor, Louco Amor, Jardins Proibidos, O Beijo do Escorpião).

Ao longo da carreira somou quase 50 participações no cinema.

Uma das participações mais recentes foi o filme Comboio Noturno Para Lisboa, adaptação do livro homónimo de Pascal Mercier, e que estreou em 2013. Pelas suas prestações no grande ecrã recebeu três Globos de Ouro para Melhor Ator, com Kiss Me (2004), O Milagre Segundo Salomé (2004) e Os Imortais (2003).

Atualmente participava na telenovela "A Impostora", da TVI.

Distinguido em 2005 com a Ordem de Mérito, Nicolau Breyner desejava ver no Alentejo a criação de uma estrutura profissional de captação de produções de cinema para a região, que nunca foi completamente concretizada.

Em 2010, quando celebrou 50 anos de carreira, protagonizou o espectáculo "The Opera Show".

Apesar do tempo passado em Lisboa, Nicolau Breyner nunca esqueceu o Alentejo e cumpriu funções políticas na região.

Nos anos 1990, candidatou-se à autarquia de Serpa, pelo CDS-PP, e assumiu funções como vereador.

Na década seguinte chegou a ser militante do PSD e, mais recentemente, integrou a candidatura de Nuno da Câmara Pereira pelo SIM - Movimento Independentes por Sintra à presidência da câmara.

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Portugueses passam mais de oito horas por semana ao volante
    0:59

    País

    Os portugueses gastam, em média, oito horas em deslocações durante a semana. Um estudo do Observatório Europeu da Mobilidade, divulgado hoje, diz ainda que a grande maioria prefere o automóvel como meio de transporte. Entre os países europeus, Portugal é líder na utilização do carro para deslocação para o trabalho.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • PCP abre debate quizenal com assuntos laborais e sociais

    País

    Um dia depois da sessão solene do 25 de Abril, os deputados regressam hoje ao parlamento para mais um debate quinzenal com o primeiro-ministro, que será seguido por uma discussão sobre o Conselho Europeu extraordinário de sábado. Acompanhe aqui em direto às 15h00 e Minuto a Minuto.

  • Portugal subiu cinco lugares no Ranking da Liberdade de Imprensa
    1:42

    País

    Portugal está agora na 18 ª posição em 180 países no relatório deste ano dos Repórteres Sem Fronteiras. Esta associação revela que a imprensa portuguesa foi condenada 21 vezes por violação de liberdade de expressão e por difamação pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.