sicnot

Perfil

Operação e-toupeira

Operação e-toupeira

Operação e-toupeira

Ministra diz que plataformas informáticas da justiça são seguras mas "têm vulnerabilidades"

Francisca Van Dunem, ministra da Justiça.

MANUEL DE ALMEIDA

A ministra da Justiça garantiu hoje que não há um problema de segurança nas plataformas informáticas de apoio à tramitação processual, mas observou que todos os sistemas informáticos "têm vulnerabilidades".

Francisca Van Dunem respondia assim às críticas de dirigentes da Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) de que a plataforma que alberga as aplicações Citius e Habilus "não tem os níveis de segurança necessários e exigíveis", após um funcionário judicial do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos de Justiça (IGFEJ) ter sido detido por suspeita de transmitir ao assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves informação em segredo de justiça.


"Não há um problema de segurança relativamente às plataformas de apoio à tramitação processual do Ministério da Justiça. Agora, não tenhamos ilusões, todas os sistemas têm vulnerabilidades. Nós procuramos, todos os dias, através da ação quotidiana do IGFEJ, identificar vulnerabilidades e preenchê-las", disse Francisca Van Dunem em declarações à margem da cerimónia de lançamento do livro "Mãos de Esperança", um projeto fotográfico de Rosa Reis que congrega 65 fotografias, tantas quantos os anos de vida do Estabelecimento Prisional (feminino) de Tires, onde decorreu esta iniciativa para assinalar o Dia Internacional da Mulher.


A titular da pasta da Justiça referiu que as fugas de informação e as violações do segredo de justiça ocorrem dentro do sistema informático, mas também fora do sistema informático, lembrando que quando os processos eram em suporte manual as "questões podiam colocar-se da mesma forma", podendo, por exemplo, um oficial de justiça que não respeitasse o seu estatuto "trazer cá para fora" matéria de um processo que estivesse na sua secretária.


Em comunicado difundido na manhã de hoje, a ministra da Justiça havia garantido que as plataformas informáticas judiciais têm "mecanismos de segurança" para detetar acessos não autorizados, contrariamente a críticas feitas na quarta-feira pelos juízes.


"As medidas de segurança permitem a identificação de potenciais situações de utilização fraudulenta e de usurpação de identidade", refere o comunicado do gabinete de Francisca Van Dunem, que acrescenta que a investigação em curso que levou à detenção de um funcionário judicial mostra que "existem mecanismos de segurança que permitem a identificação de potenciais situações de abuso ou fraude".


O IGFEJ, que gere as aplicações Citius e Habilus, em que tramitam processos, inquéritos e despachos judiciais, coopera desde outubro com o Ministério da Justiça na investigação de suspeitas de acessos indevidos.


"Esses elementos encontram-se protegidos no âmbito de investigação sujeita a segredo de Justiça", diz o comunicado.


Em declarações à agência Lusa na quarta-feira, o secretário geral da Associação Sindical de Juízes, João Paulo Raposo, afirmou que a plataforma que alberga as aplicações Citius e Habilus "não tem os níveis de segurança necessários e exigíveis e tem um problema de base porque (as aplicações) são geridas e propriedade do Governo".


João Paulo Raposo considerou que "não foram ainda criados mecanismos de segurança que permitam, por exemplo, rastrear todos os acessos aos computadores".


A ASJP defende a criação de um órgão de gestão com mecanismos técnicos concretos que permitissem saber que funcionários tinham acedido ao computador dos magistrados e a que hora, algo que atualmente é impossível de controlar.


Na terça-feira, a Polícia Judiciária deteve o funcionário judicial do IGFEJ José Silva e Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, no âmbito da operação 'e-toupeira' e constituiu mais arguidos do setor da justiça.


A investigação, iniciada há quase meio ano, é sobre "o acesso ilegítimo a informação relativa a processos que correm termos nos tribunais ou departamentos do Ministério Público a troco de eventuais contrapartidas ilícitas a funcionários".


Os indícios apontam para os crimes de corrupção passiva e ativa, violação do segredo de justiça, favorecimento pessoal e falsidade informática/cibercrime.

Lusa

  • Rússia vence Egito e fica muito perto dos oitavos

    Mundial 2018 / Rússia

    A anfitriã Rússia venceu esta terça-feira o Egito por 3-1, em jogo da 2.ª jornada do grupo A. A seleção russa ficou assim muito perto de garantir o apuramento para os oitavos de final e deixou o Egito quase fora da fase seguinte.

  • O abraço de Marcelo à mascote do Mundial
    0:12
  • Português que saiu de bicicleta de Alenquer já chegou à Rússia
    2:26
  • Senegal surpreende e vence a Polónia por 2-1

    Mundial 2018 / Polónia

    O Senegal venceu hoje a Polónia por 2-1 num jogo a contar para o grupo H do Mundial da Rússia. Na primeira parte, os "leões de Teranga" beneficiaram de um golo na própria baliza marcado por Thiago Cionek aos 37 minutos. A vantagem no marcador veio trazer estabilidade ao Senegal que conseguiu firmar a superioridade com um golo de M´Baye Niang aos 60 minutos. Perto do final do jogo, o polaco Grzeg Krychowiak marcou na baliza de Khadim N'Diaye, mas foi insuficiente para derrotar o Senegal.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Achilles, o gato que adivinha os resultados do Mundial
    0:44

    Desporto

    Depois do polvo Paul no Mundial de 2010 e do elefante Zella no Europeu de 2016, este ano, o gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. O felino acertou na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita e já fez a aposta para a partida entre os russos e o Egipto, que decorre esta terça-feira, a partir das 19:00.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.