sicnot

Perfil

Operação Fizz

Orlando Figueira diz que guardava processos em casa porque desapareciam no DCIAP

Orlando Figueira diz que guardava processos em casa porque desapareciam no DCIAP

O procurador do Ministério Público, que está a ser julgado por corrupção, diz que guardava processos em casa porque no DCIAP desapareciam documentos e escutas. No segundo dia de julgamento da operação Fizz, Orlando Figueira assumiu a responsabilidade por ter sido preso e ainda houve tempo para situações insólitas na sala de audiências.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.