sicnot

Perfil

Operação Lex

Operação Lex

Operação Lex

Medidas de coação para Rangel e Galante conhecidas na quarta-feira

Rui Rangel e advogados, esta quinta-feira à chegada ao Supremo

LUSA

As medidas de coação dos juízes desembargadores Rui Rangel e Fátima Galante, arguidos na Operação Lex, vão ser conhecidas na quarta-feira à tarde, disse hoje o advogado do magistrado, João Nabais.

O advogado de Rui Rangel adiantou aos jornalistas que o Ministério Público apresentou a sua proposta das medidas, que os advogados vão responder na segunda-feira.

Rui Rangel e Fátima Galante foram dispensados de estarem hoje presentes no Supremo Tribunal de Justiça, onde na quinta-feira decorreu o primeiro interrogatório judicial, tendo os dois juízes ficado em silêncio.

À entrada do tribunal, João Nabais, admitiu que a defesa pode não responder já esta sexta-feira à proposta do Ministério Público para as medidas de coação a aplicar.

O advogado de Fátima Galante, Paulo Sá e Cunha, já tinha avançado à entrada do tribunal que as medidas de coação podiam não ser conhecidas hoje, uma vez que, "tratando-se de arguidos não detidos, pode ser tomada no prazo de cinco dias."

"Se a promoção for apresentada hoje, há cinco dias para o senhor juiz conselheiro, juiz de instrução neste processo, proferir a sua decisão", disse.

Rangel e Galante indiciados por corrupção/recebimento indevido de vantagens

Os dois juízes desembargadores no Tribunal da Relação de Lisboa estão indiciados por corrupção/recebimento indevido de vantagens, branqueamento, tráfico de influência e fraude fiscal.

Tanto Rui Rangel como Fátima Galante foram suspensos preventivamente das suas funções pelo plenário do Conselho Superior da Magistratura, que também suspendeu a promoção ao Supremo Tribunal de Justiça de Fátima Galante

Os outros arguidos

Além de Rui Rangel e de Fátima Galante, a Operação Lex tem pelo menos outros dez arguidos, entre os quais o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, o vice-presidente do clube Fernando Tavares e o ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol João Rodrigues.

Cinco dos arguidos que se encontravam detidos já foram ouvidos no Supremo Tribunal de Justiça, tendo saído todos em liberdade, e um deles pagou uma caução de 25.000 euros.

Na operação, desencadeada a 30 de janeiro, foram realizadas 33 buscas, das quais 20 domiciliárias, nomeadamente ao Sport Lisboa e Benfica, às casas de Luís Filipe Vieira e dos dois juízes e a três escritórios de advogados.

Lusa

  • Rui Rangel e Fátima Galante dispensados de comparecerem no tribunal
    0:57

    Operação Lex

    O segundo dia de interrogatório Rui Rangel e Fátima Galante decorre sem a presença dos dois arguidos. Os juízes foram dispensados de estarem presentes no Supremo Tribunal de Justiça, explicou o advogado de Rangel. João Nabais admitiu ainda que a defesa pode não responder já esta sexta-feira à proposta do Ministério Público para as medidas de coação a aplicar.

  • Fátima Galante está "apreensiva", diz advogado
    1:07

    New Articles

    O advogado de Fátima Galante acredita que a decisão sobre as medidas de coação possa ser conhecida apenas na quarta-feira da próxima semana. Paulo Sá e Cunha disse esta sexta-feira que a cliente está apreensiva com a situação, mas confirma que está muito empenhada na defesa.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07