sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

Fitch diz que plano orçamental se baseia em estimativas irrealistas

A agência de rating Fitch considerou hoje que o esboço de plano orçamental português para 2016 se baseia em estimativas de crescimento económico e de redução de despesa e aumento de receita que se podem revelar irrealistas.

© Brendan McDermid / Reuters

"O esboço de Plano Orçamental Português para 2016 pretende manter a consolidação orçamental, mas baseia-se em estimativas de crescimento e em planos de receita e despesa que se podem revelar irrealistas", considera a agência de notação financeira Fitch.

Os analistas lembram que, no 'draft' que seguiu para Bruxelas na sexta-feira, o Governo do PS prevê uma redução do défice para 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, abaixo dos 2,8% que estimava inicialmente no Programa de Governo, mas aquém do défice de 1,8% previsto pelo anterior executivo PSD/CDS-PP, liderado por Pedro Passos Coelho.

"Esta meta é consistente com as nossas expectativas de que um novo Governo manteria o compromisso socialista de longa data de respeitar as regras orçamentais europeias" de consolidação orçamental, afirmam os analistas da agência de 'rating'.

Considerando que o esboço orçamental demonstra que não há "dissidências significativas" do Bloco de Esquerda e do PCP, a Fitch afirma que "há espaço político para a consolidação" orçamental.

No entanto, a agência sublinha que as previsões orçamentais de médio prazo dependem em muito de uma recuperação económica contínua, o que pode significar "um risco negativo" às metas orçamentais do Governo.

O executivo estima um crescimento económico de 2,1% este ano, o que fica bastante acima das previsões da Fitch, de um avanço do PIB de 1,7%.

"Os dados recentes não demonstram nenhuma melhoria notável nas taxas de crescimento e a expectativa de que o aumento da procura externa vai impulsionar as exportações pode vir a revelar-se otimista, dado o abrandamento das economias emergentes e o fraco crescimento da zona euro", afirma a agência de 'rating'.

Além disso, a Fitch aponta que o Governo deixa por esclarecer como é que vai "conciliar o seu objetivo de uma consolidação orçamental moderada com o seu compromisso eleitoral de reverter medidas de austeridade".

Quanto à dívida pública, o Governo prevê uma redução para 126% do PIB no final do ano, "o que dependerá da implementação da consolidação prevista, mas também de fatores extraordinários ('one-off'), como o eventual custo da venda do Novo Banco", escreve a Fitch.

A estimativa para a dívida pública está "ligeiramente" abaixo das perspetivas da agência financeira, que antecipa uma dívida de 127,9% do PIB em 2016, tendo em conta estimativas da agência de "um menor crescimento e de maior défice", sem especificar qual.

As finanças públicas e o ritmo de consolidação orçamental são "fatores sensíveis" para o rating atribuído à dívida soberana de Portugal pela Fitch, que atualmente ainda é 'BB+', com perspetiva positiva, ou seja, "lixo".

"Um relaxamento orçamental que resulte numa trajetória menos favorável na dívida pública poderá levar a uma ação negativa sobre o 'rating', do mesmo modo que um crescimento enfraquecido pode ter um impacto negativo nas finanças públicas", afirma.

A Fitch deverá analisar a situação de Portugal a 04 de março e a 19 de agosto.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.