sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

Governo prevê que défice orçamental caia para 2,2% este ano

O Governo estima que o défice orçamental de Portugal caia para os 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, segundo a proposta orçamental.

Lusa

De acordo com o relatório da proposta de Orçamento do Estado para 2016, hoje entregue pelo Governo à Assembleia da República, o défice orçamental deverá cair dos 4,3% do PIB em 2015 para os 2,2% em 2016.

No esboço de Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), apresentado ao parlamento português e a Bruxelas a 22 de janeiro, o Governo previa um défice orçamental de 2,6% este ano, um valor que estava 0,2 pontos percentuais abaixo do que constava na proposta de Governo dos socialistas.

Na quinta-feira, tanto a Comissão Europeia como o Fundo Monetário Internacional (FMI) apresentaram projeções orçamentais para Portugal e as duas instituições mostraram mais pessimismo do que o Governo: Bruxelas espera um défice de 3,4% este ano e o Fundo antecipa que seja de 3,2%.

No entanto, o Ministério das Finanças afirmou, na altura, que a posição do FMI "não reflete os desenvolvimentos negociais ocorridos no âmbito das consultas técnicas entre as autoridades portuguesas e os serviços da Comissão Europeia no que respeita ao esboço de Orçamento do Estado de 2016", uma vez que o Fundo "não participou nas consultas técnicas mantidas entre Portugal e a Comissão Europeia sobre esta matéria".

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.