sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

Costa afirma que está "responsavelmente atento" à agitação dos mercados

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que o Governo português está responsavelmente atento aos mercados europeus, que considerou estarem "particularmente agitados", mas não por razões nacionais.

ANT\303\223NIO COTRIM

"Ninguém ignora que ao longo da última semana os mercados europeus têm andado particularmente agitados, segundo as melhores análises, fruto sobretudo de preocupações com o sistema financeiro de vários países europeus, e que isso naturalmente coloca pressão sobre economias mais frágeis, como é o caso da economia portuguesa", declarou António Costa, durante o debate quinzenal, no parlamento.

O primeiro-ministro, que falava em resposta ao presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, acrescentou: "Por isso, responsavelmente estamos atentos. Tal como dissemos às instituições europeias, nós tudo faremos nesta execução [orçamental] para prevenir riscos e reforçar a confiança, porque a confiança é um capital fundamental".

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.